Suplementos alimentares para praticantes de musculação

 

Suplementos alimentares são recomendados, com cuidados, para praticantes de musculação e outras atividades físicas fortes e intensas.

No passado, por volta do início dos anos de 1990, havia duas ou três empresas brasileiras, no máximo, de produtos para o uso por parte de atletas (suplementação/musculação).

O público consumidor, por sua vez, era bem restrito.

Com o passar dos anos, no entanto, os suplementos das mais variadas fórmulas foram absorvidos pela cultura social, atingindo a todas as classes sociais e, se massificaram de tal forma que, hoje, existem dezenas de fabricantes nacionais.

Atualmente, os suplementos alimentares (e os farmacológicos) são bastante usados por praticantes de musculação, além de outras pessoas.

É possível, inclusive, perceber que mesmo algumas pessoas de baixa renda utilizam estes produtos.

 

Por que são usados os suplementos?

 

Desde a pré-história, o homem busca substâncias na natureza para melhorar o desempenho esportivo e o vigor físico em geral.

Hoje, isto é muito mais evidente ainda porque a sociedade em geral vive a cultura do imediatismo. Muita gente quer que as coisas aconteçam de forma instantânea, como num passe de mágica.

Para muitos, o lema é: mínimo esforço e máximo resultado.

Tem pessoas que querem ter corpos esteticamente belos de forma relâmpago, (influenciadas pela mídia e por quem as cercam), de preferência, com o mínimo esforço.

Alerta, todavia, precisa ser feito sobre o uso inadequado dos suplementos alimentares e os recursos farmacológicos, já que é preciso estar atento para o fato de que há vantagens, mas, ao mesmo tempo, também há desvantagens com o uso destes produtos.

 

Benefícios da atividade física

 

Praticada regularmente, a atividade física, caso da musculação, por exemplo, gera benefícios à saúde, entre eles, o aumento do gasto energético, maior coordenação motora, melhora da capacidade cardiorrespiratória, diminuição do estresse, além, ainda, da redução do risco de doenças como hipertensão, obesidade e diabetes.

Muitos praticantes de musculação aproveitam os benefícios dos suplementos alimentares para melhorarem o rendimento, ou seja, o ganho de músculos.

 

Exercício físico + dieta equilibrada

 

Para a pessoa desfrutar de vida saudável ela tem a necessidade de aliar o exercício físico à dieta balanceada, contemplando alimentos de todos os grupos, sobretudo, nas quantidades adequadas.

 

Alimentação e atividade física

 

A alimentação tem função importante na atividade física já que prepara o organismo para o esforço, fornecendo-lhe os nutrientes necessários (de acordo com o tipo de exercício) para alcançar o objetivo, seja a perda de peso ou, seja o ganho de massa muscular.

 

 

 

 

Observação importante

 

Desde já, logo de início, é preciso esclarecer, entretanto, que suplementos alimentares só devem integrar a dieta sob orientação de especialista.

A questão é por importante porque o uso inadequado de suplementos pode prejudicar todo o esforço e frustrar os resultados.

 

Recurso em alta

 

Na atualidade, a suplementação é recurso bastante utilizado, especialmente, por quem quer, ou quem precisa, ganhar massa muscular.

Para que a suplementação alimentar ocorra de forma correta, todavia, o conselho é o de que seja feita com o acompanhamento de profissional especializado na área.

Por quê? Porque suplementos alimentares são produtos que têm a função de complementarem a dieta. E, é bem por isto que é feita a recomendação de que só devem ser indicados por quem entende do assunto, isto é, por profissional.

 

Riscos sérios à saúde

 

Não se pode ignorar o fato de que a suplementação envolve nutrientes como vitaminas, minerais, ervas, aminoácidos, enzimas, entre outros que, muitas vezes, em razão de alimentação incorreta, estão em falta no organismo.

É, justamente, neste momento que entra a importância da orientação de profissional qualificado. Se isto não for feito, portanto, o paciente corre sérios riscos de prejudicar ainda mais a saúde.

 

Bons resultados

 

Se forem bem empregados, os suplementos alimentares geram, por exemplo, a melhora do humor, diminuem o tempo de recuperação de músculos, aperfeiçoam o processo de emagrecimento e, ainda, aumentam a imunidade.

Se, todavia, forem usados sem controle e com indicação inadequada podem resultar em problemas intestinais, hepáticos e renais, além, igualmente, em taquicardia, coceira, vômitos, tremores, asma, sudorese intensa e dificuldades respiratórias.

Resumo da história

Em outras palavras, isto que dizer que se a pessoa quer adquirir massa muscular pode, sim, usar suplementos alimentares, mas, isto somente pode ser feito com supervisão profissional.

https://prosaudelojas.com.br/cuidados-com-a-saude-na-primavera/

O que são suplementos alimentares?

 

Os suplementos não são nada mais do que elementos químicos, caso de vitaminas, minerais e aminoácidos que complementam a alimentação. De forma em geral, são usados por pessoas com carência nutricional ou, então, por praticantes de desportos que precisam repor perdas nutricionais durante as atividades, ou, ainda, para melhorarem o desempenho físico.

 

Prescrição médica ou nutricionista

 

Importante se faz reforçar a importância da necessidade da prescrição médica ou nutricionista para que a ingestão de suplementação seja feita sem problemas.

A recomendação é séria: não deve ser utilizado nenhum tipo de suplemento ou medicação sem a correta indicação de profissional habilitado.

 

Suplementação para alcançar hipertrofia

 

Alcançar corpo musculoso não é fácil. Para isto é preciso seguir de modo rígido, dieta alimentar, treino e descanso.

Não observando estes três fatores se torna, praticamente, impossível alcançar a hipertrofia muscular (aumento dos músculos).

Proteína, elemento-chave

 

Para chegar ao objetivo de obter músculos fortes, em se tratando de suplementação, a peça-chave é a proteína.

Proteínas são componentes alimentares que fornecem os aglomerados fundamentais para o corpo construir o tecido muscular.

Simultaneamente, as proteínas ajudam a restauração de eventuais lesões ocorridas em algum treinamento pesado.

Inúmeras são as fontes proteicas, entre as quais, o destaque fica para o Whey Protein, derivado do leite, já que é bastante eficaz pela rapidez na absorção.

Benefícios da suplementação alimentar para o corpo humano

 

Usar o tipo correto e a quantidade adequada são aspectos fundamentais para conquistar os benefícios da suplementação.

Vários são os benefícios gerados ao corpo pela suplementação.

Acompanhe!

 

  • Multivitamínicos fornecem os micronutrientes que o organismo do atleta ou praticante de musculação necessita. Simultaneamente, além de melhorarem o sistema imunológico, são indicados, também, para pessoas com deficiência de certas vitaminas.

 

  • Suplementos pré-treino aumentam o foco, a resistência e a força muscular. Ademais, a proteína contribui para repor as necessidades proteicas diárias. Sendo assim, há contribuição significativa para a hipertrofia e para a perda de gordura corpórea.

 

  • Compostos por aminoácidos contribuem para a recuperação e a regeneração muscular, evitando o catabolismo.

 

  • Hipercalóricos beneficiam pessoas com dificuldade de ganho de massa corporal ou praticantes de atividades extenuantes.

 

  • Termogênicos geram o benefício do aumento do metabolismo, contribuindo, portanto, para maior disposição, além de favorecem a “queima” de gordura.

 

  • Suplementos antioxidantes contribuem para a limpeza do organismo, já que eliminam os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce.

https://prosaudelojas.com.br/relacao-do-cancer-com-a-alimentacao/

Suplementos para ganhar massa muscular

 

Quando se trata de ganhar massa muscular são usados os suplementos alimentares proteicos.

A utilização destes alimentos é recomendada exclusivamente para pessoas que praticam atividades físicas regulares.

A proteína é utilizada para evitar o catabolismo, processo realizado através de hormônios liberados no organismo após os exercícios físicos, que pode quebrar os ganhos musculares obtidos no treinamento.

Dois são os tipos de suplementos de proteína. A diferença que há entre eles é o nível de absorção, já que um é de alta (rápida) e o outro é de baixa (lenta) absorção.

A creatina, a glutamina e o Tribulus terrestris são carboidratos de rápida absorção; enquanto que os BCAAs são exemplos de suplementação para ganhar massa muscular.

 

Tipos de suplementos

 

De acordo com os objetivos, os suplementos dividem-se em diferentes tipos.

A finalidade deles serve para:

> Ganhar massa muscular.

> Promover maior gasto calórico.

> Aumentar o peso.

 

  • Suplementos hipercalóricos

 

São os que fornecem acentuada dose de calorias para facilitar a vida de quem não consegue ganhar peso.

Recomendados para pessoas que têm o metabolismo acelerado, fato que resulta na dificuldade de ganhar peso.

O consumo dos hipercalóricos contribui para ganhar massa corporal, magra ou gorda.

Maratonistas ou atletas de atividades de longa duração, igualmente, costumam fazer o uso deste tipo de suplemento.

Contam, na composição, com proteínas e elevada concentração de carboidratos. Os de algumas marcas, inclusive, possuem aminoácidos, vitaminas e sais minerais.

Pelo fato da sua apresentação ser em pó, podem ser misturados a shakes, água, sucos ou vitaminas de frutas.

 

Recomendação importante

A recomendação é a de sejam consumidos, geralmente, junto com o desjejum, mas, muita atenção: não é aconselhado substituir nenhuma refeição pelo suplemento, já que se trata de complemento e não de substituto.

Outro detalhe importante a ser observado: pessoas com problemas renais ou hepáticos devem consultar especialista antes de consumir suplemento alimentar.

De semelhante modo, por conterem carboidrato em excesso, pessoas diabéticas também têm que consumir suplementos alimentares somente com prescrição médica.

A alimentação balanceada, todavia, ainda é a melhor e a mais saudável forma de ganhar ou de manter o peso.

 

Suplementos proteicos

 

Trata-se da suplementação preferida de quem pratica exercícios, especialmente os ministrados em academias, pois se trata de suplementação composta à base de proteína.

É, justamente, por esta razão que os suplementos proteicos são indispensáveis tanto para quem quer aumentar o nível da massa magra quanto para quem quer perder tecido adiposo (gordura).

 

Tipos de suplementação proteica

 

Vários tipos de suplementação proteica estão disponíveis no mercado. Conheça alguns.

  • Albumina: proveniente da clara do ovo desidratada tem boa qualidade e é de baixo custo. Rica em BCAAs (aminoácidos importantes para aumentar a energia e para reconstruir músculos). Tem, ainda, vitaminas do complexo B, potássio, fósforo e ferro, contribuindo para a manutenção do peso, já que a absorção é lenta e por isto a sensação de saciedade é maior.
  • Caseína: proteína rica em aminoácidos essenciais, isto é, necessários ao organismo. Só é obtida através da alimentação, principalmente pelo consumo de leite de vaca ou de suplementação.

Trata-se de aminoácidos como a glutamina, (ajuda o crescimento muscular), e a arginina (contribui para a liberação natural do HGH, o hormônio do crescimento).

É de lenta absorção, nutrindo os músculos por mais tempo, evitando o catabolismo proteico.

 

Outros tipos de proteínas

  • Proteína da carne. Há dois tipos: hidrolisada e isolada. O consumo é indicado para pessoas intolerantes à lactose, que não podem consumir o Whey Protein.

Possui todos os aminoácidos essenciais para o organismo que a carne oferece, com a vantagem de não possuir as gorduras.

Dispõe, ainda, de arginina, de glicina e de metionina.

  • Proteína da soja: bastante usada para recuperar músculos, sendo, por isto mesmo, mais consumida no pós-treino. Possui arginina, BCAA e antioxidantes.

Tem como componente, a isoflavona, que contribui para manter o colesterol estável, além, igualmente, de acelerar o metabolismo.

Contribui, ainda, para a reconstrução muscular.

  • Whey Protein: trata-se do suplemento mais usado e mais conhecido pelos frequentadores de academias. Tem como componente a proteína do soro do leite. Conta, da mesma forma, com alta concentração de glutamina e de BCAAs.

Há três tipos de Whey:

> Concentrado.

> Isolado

> Hidrolisado.

https://prosaudelojas.com.br/alimentos-que-interferem-na-sexualidade/

Profissionais indicados

 

Nutrólogos e nutricionistas são os profissionais indicados para definirem o tipo e a quantidade para consumo de suplementos, de acordo com os objetivos, a rotina diária e o peso do paciente.

Perigo do excesso suplementar

 

O consumo excessivo de suplementos de proteína pode sobrecarregar os rins e o fígado, e, também, gerar sobrepeso.

 

Versões

 

Além da versão em pó (cápsulas), suplementos de proteína são encontrados em forma de barra ou de líquido.

 

Suplemento vitamínico

 

Em razão da correria do dia-a-dia, para muita gente fica complicado manter alimentação ideal, completa.

Por causa da falta de tempo, muitas pessoas acabam “pulando” refeições ou, então, fazem refeições rápidas, com poucos nutrientes.

Para obter as vitaminas e os minerais na quantidade ideal há a necessidade da pessoa, contudo, consumir pelo menos de cinco a nove porções de frutas, legumes e verduras todos os dias.

Como, no entanto, muitas vezes o consumo ideal fica difícil ou até inviável, muitas pessoas recorrem aos suplementos vitamínicos para a complementação da alimentação.

 

Vitaminas, micronutrientes essenciais

 

Para a manutenção do organismo, as vitaminas são micronutrientes essenciais, porém, ele não as produz. As vitaminas, por esta razão, são obtidas, principalmente, através da alimentação. Trata-se das vitaminas A, C, D, E, K, bem como as do complexo B.

Excesso de vitaminas causa prejuízos

 

Muita atenção precisa ser dada ao fato de que o excesso de algumas vitaminas é capaz de gerar graves prejuízos ao organismo, caso, por exemplo, de distúrbios neurológicos e de sangramentos.

 

Vegetarianos

 

Grupos de pessoas que têm alimentação específica são mais suscetíveis a consumirem suplementos.

Exemplo são os vegetarianos que, muitas vezes, precisam de complementos de vitaminas do complexo B, geralmente encontradas em alimentos de origem animal.

As gestantes, por sua vez, precisam consumir suplementos com ácido fólico.

Já os idosos carecem de suplementos de cálcio e, ainda, pessoas anêmicas, precisam ingerir suplementos à base de ferro.

Pela complexidade e, também, pela importância de complementar a alimentação se torna primordial buscar assistência médico-nutricional para fazer uso de qualquer tipo de suplementação.

 

Suplemento termogênico

 

Para quem tem dificuldade para emagrecer, os suplementos termogênicos são os mais indicados, porque eles contribuem para acelerar o metabolismo e fazem com que o corpo “queime” mais calorias ao longo do dia.

Vários alimentos termogênicos são úteis para a redução da gordura. Veja!

> Gengibre.

> Pimenta.

> Chá verde.

> Canela.

Além disto, contribuem, também, para o aumento da temperatura corporal.

Os suplementos termogênicos são compostos por cafeína, sinefrina (estimulante natural para perder peso) e ioimbina (estimulante sexual).

Como resultado dos efeitos do consumo de termogênicos ocorre a diminuição do apetite, cuja ação é estimulante ao metabolismo.

Além, é claro, de auxiliar o desempenho em atividades físicas (treinos) proporcionando maior disposição.

https://prosaudelojas.com.br/alimentacao-errada-causa-obesidade-infantil-doencas-e-morte/

Efeitos colaterais de suplementos

 

Os suplementos, entretanto, possuem efeitos colaterais. São os casos, por exemplo, de insônia, dor de cabeça, falta de concentração, taquicardia, aumento da pressão arterial, irritação e enjoos. Pessoas com problemas cardíacos, diabetes e hipertensão, por esta razão, não podem consumir este tipo de suplemento.

 

 Equilíbrio entre treinos de musculação e suplementação

 

Suplementos são complementos e não finalidade por si só, já que sozinhos não definem o corpo.

O ganho de músculos requer tempo, disciplina, execução correta de atividades físicas, de repetições e de carga de exercícios.

Seja qual for o objetivo, ele só será alcançado com dedicação, acompanhado por rotina de exercícios para obter condicionamento físico e resistência.

Recomendações importantes

 

Respeitar limites e não exercitar o mesmo grupo de músculos em dias consecutivos (para crescer, o músculo precisa descansar) são regras importantes que precisam ser observadas de modo severo.

A dica é alternar os exercícios e para isto é muito importante a ajuda de instrutor para montar planilha de exercícios com carga e repetições de acordo com o perfil de cada um.

 

Auxílio importante

 

A suplementação alimentar, com certeza, ajuda bastante, pois ela contribui para os resultados sejam alcançados de maneira mais rápida. É claro, que isto acontecerá desde que seja dada continuidade à rotina de exercícios e à dieta balanceada e equilibrada.

A suplementação exerce a função de complemento a mais para contribuir e para acelerar a conquista de objetivos.

 

Importância da dieta para fortalecer músculos

 

Se a/o praticante de musculação não seguir alimentação adequada, de muito pouco adiantará a realização de exercícios.

A ação de ganhar massa muscular está alicerçada no seguinte tripé:

< Musculação.

< Nutrição

< Descanso.

Observando estes três aspectos, é possível alcançar a energia necessária para a construção de músculos fortes e saudáveis.

Não se pode esquecer, igualmente, que é preciso adotar alimentação regrada e balanceada para obter músculos definidos.

Hidratação

 

Não menos importante, ao mesmo tempo, aparece a necessidade da hidratação do corpo, já que, se as células estão bem hidratadas, a síntese de proteínas ocorrerá mais facilmente.

O mesmo acontece também com a necessidade de dormir, pois, boa noite de sono é ideal para a recuperação muscular e para a produção hormonal.

 

Nutrientes essenciais para recuperar músculos

 

Segundo informações de especialistas, vários são os nutrientes essenciais para o crescimento e para a recuperação muscular.

Acompanhe!

 

  • Carboidratos

São fontes de energia do corpo e preservam, também, as proteínas, porque se o consumo de carboidrato for insuficiente, a primeira alternativa de fonte de energia que o corpo vai ter será a proteína. Em acontecendo isto, ela não executa mais a sua função, qual seja a de aumentar, recuperar e reparar os tecidos musculares.

Diante deste quadro, fundamental se torna o consumo de carboidratos complexos, uma vez que eles têm mais fibras e são de absorção lenta. Os carboidratos simples, por sua vez, são os responsáveis pelo aumento do tecido adiposo (gordura) e de calorias vazias.

Exemplos de carboidratos complexos são:

> Arroz integral.

> Aveia.

> Pão integral.

> Batata doce.

> Abóbora.

> Brócolis.

> Iorgute ligth.

  • Proteínas

São extremamente importantes para o aumento da massa magra. Por isto, para quem pratica musculação é recomendado o consumo proteínas em grandes quantidades em todas as refeições. As proteínas são encontradas em alimentos como:

< Ovo.

< Carne.

< Peixe de escamas.

< Frango.

< Leite e derivados.

  • Lipídeos

Tendo como origem a síntese de hormônios como a testosterona (importante para o processo de crescimento muscular), os lipídeos são necessários para a obtenção de vitaminas lipossolúveis, caso, por exemplo, da A, D, E e K. Estão presentes nas gorduras mono e poli-insaturadas provenientes de peixes de escama, vegetais e azeite de oliva.

 

Alimentos para ganho de massa muscular

 

Os principais alimentos indicados para o ganho de massa muscular são:

> Sardinha.

> Feijão com arroz.

> Ovo.

> Batata doce.

> Banana.

> Azeite.

> Óleos vegetais.

 

Hora de consumo

 

Estudiosos informam que é preciso se alimentar pelo menos meia hora antes dos exercícios com carboidratos complexos e frutas. E, depois do treino, principalmente, com proteínas.

Suplementos para musculação masculina

 

Quem consome mais suplementos alimentares para ganhar massa são os homens. É muito difícil, portanto, encontrar frequentador de academia que pratica com regularidade os exercícios de musculação que não utilize algum tipo de suplemento.

Os principais (melhores) suplementos para o ganho de massa muscular são:

  • Creatina. Naturalmente produzida pelo corpo, também está presente em alimentos de origem animal. Ela ajuda a aumentar a massa muscular, pois amplia a fonte de energia do organismo o ATP (adenosina trifosfato), responsável pelo armazenamento de energia.

Ajuda o aumento da força física durante o treino, permitindo que ele seja mais intenso.

Auxilia, ainda, a recuperação muscular.

 

Testosterona

Entre os suplementos que ajudam a aumentar a testosterona (hormônio masculino responsável pelo crescimento muscular) podem ser citados, como exemplos, o ZMA, o Tribulus terrestris, DAA, Gamma Oryzanol.

Por extensão, eles também contribuem para o aumento da massa muscular.

Principais suplementos 

  • Proteína. Ideal para quem quer ganhar massa muscular. O Whey Protein é o mais indicado para atividades de musculação, já que é proteína de rápida absorção.

A albumina também é excelente, porém, não tem paladar muito agradável. Além do mais, é de absorção mais lenta.

 

  • Maltodextrina. Carboidrato de absorção rápida empregado na reposição de energias durante treino prolongado. Diminui, ainda, a fadiga muscular.

 

  • Óxido nítrico. Propicia o aumento dos vasos sanguíneos e, por extensão, o fluxo de nutrientes, gerando, em contrapartida, o aumento da força e do volume muscular.

 

  • Hipercalóricos. Usados por homens que querem ganhar peso de forma rápida e imediata. É preciso adotar cuidados porque se o uso de hipercalóricos não for combinado com a prática de exercícios musculares, o efeito será o aumento do tecido adiposo, ou seja, da gordura.

 

Suplementos para musculação feminina

 

Primeiramente usados exclusivamente por homens, os suplementos para definição muscular estão ganhando adesão crescente por parte do sexo feminino.

 

  • Whey Protein. Contribui para a hipertrofia mais balanceada. Deve ser consumido pós-treino uma vez por dia para repor os nutrientes perdidos durante os exercícios.

 

  • Termogênicos. São os suplementos pré-treino para o público feminino, uma vez que contribuem para acelerar o metabolismo e a “queima” de gordura mais rápida e de maneira mais eficiente.

 

  • BCAAs representam as cadeias de aminoácidos que são as responsáveis pela manutenção dos processos vitais dos músculos. Podem, tranquilamente, ser ingeridos antes ou depois dos exercícios.

A glutamina ajuda, igualmente, a recuperação pós-treino.

 

  • Multivitamínicos. A cafeína, o chá verde, o colágeno e o óleo de prímula são suplementos muito usados por mulheres por causa das propriedades diuréticas e termogênicas.

Suplementos para musculação de iniciantes

 

Inúmeras são as opções de suplementação para crescimento, definição, recuperação e reparação muscular.

Quando se trata, todavia, de iniciar exercícios físicos, sobretudo, os de musculação, é importante considerar que os resultados não serão obtidos de forma imediata, da noite para o dia, e nem mesmo com o melhor e o mais caro suplemento do mercado.

É preciso ter paciência, persistência e disciplina nos exercícios. Além, é evidente, de seguir alimentação balanceada e, ainda, descanso.

O suplemento ajuda, porém, não faz milagre.

Os melhores complementos para iniciantes são:

  • Proteínas em pó. Caseína, proteína da carne, albumina e o Whey Protein. Eles podem ser ingeridos junto com sucos, vitaminas e shakes.
  • Creatina e o BCAAs. Os três elementos básicos juntos, Whey + creatina + BCAAs, formam conjunto importante para promover o crescimento muscular.

Suplementos para musculação

 

A proteína de elevado valor biológico (Whey) é um dos suplementos mais conhecidos e, por isto, dos mais usados por praticantes de exercício de musculação.

Acontece que, quando se pratica exercícios de força, os músculos sofrem microlesões e, nesta hora entra a importância deste tipo de suplemento, uma vez que ele contribui para a reparação e a recuperação dos músculos, deixando-os maiores e mais fortes.

O Whey, igualmente, além de contribuir para o aumento muscular, ajuda a reduzir o colesterol LDL.

Também é importante para o controle dos níveis de glicose no sangue e, ainda, para a estabilização da pressão arterial.

O suplemento Whey é formado pela proteína do soro do leite. Possui alta concentração de glutamina e BCAAs.

Dos suplementos de proteína, o Whey é o que mais fornece aminoácidos essenciais sem o acréscimo de colesterol e de gordura.

Versões do Whey Protein

 

O Whey Protein é encontrado nas seguintes formas:

  • Whey Protein Concentrado: constituído por 70% a 80% de proteína. O restante são carboidratos e gorduras.
  • Whey Protein isolado: composto por até 95% de proteínas. Algumas marcas o apresentam sem conter nada de carboidratos, por isto, é ideal para dieta de emagrecimento.
  • Whey Protein hidrolisado: resulta de processo chamado hidrólise, no qual é feita a quebra das cadeias proteicas em fragmentos menores de peptídeos.

Possibilita o aceleramento da absorção do suplemento pelo organismo.

O Whey pode ser consumido ao acordar, mas, a principal recomendação é a de que isto ocorra logo após as atividades físicas.

É importante para quem quer emagrecer e não quer perder massa muscular, pois, auxilia o controle dos níveis de açúcar no sangue, além de saciar, ainda, a fome de modo mais rápido do que as outras proteínas.

 

Cuidados com excesso de suplementação

 

O uso inadequado e/ou excessivo de suplementos alimentares pode, portanto, gerar danos a órgãos vitais. Por isto, portanto, há a necessidade de reforçar a orientação de que, antes de utilizar qualquer tipo de suplementação é preciso buscar orientação adequada.

O exagero de suplementação pode sobrecarregar os rins, causando até insuficiência renal.

Além disto, o excesso também é prejudicial ao fígado.

Pesquisas demonstraram que o consumo inadequado de suplementos à base de betacaroteno, por exemplo, aumenta o risco de câncer do pulmão.

Já o selênio está relacionado ao câncer de pele, enquanto que a vitamina E está associada ao câncer de próstata.

E, por fim, o ácido fólico e a vitamina B podem aumentar o risco de câncer colorretal.

 

Resultados de excessos

 

O excesso de suplementação à base de proteína (Whey ou albumina) pode causar danos aos rins, formando, por exemplo, cálculos renais (pedras nos rins).

Da mesma forma, igualmente, podem ser observados sintomas desagradáveis como

< Transpiração excessiva.

< Flatulência.

< Batimentos cardíacos acelerados.

< Hipertensão arterial.

< Desidratação.

< Aumento de peso.

< Sobrecarga hepática.

< Arritmia cardíaca.

Lembrete:

A recomendação, portanto, é a de buscar ajuda de nutricionista, nutrólogo ou médico para prescrever a quantidade diária necessária para o consumo seguro de qualquer suplemento.

Persistência e disciplina

Essenciais para alcançar sucesso no processo do ganho de massa muscular são os aspectos da disciplina e da persistência. Atenção, pois, a eles.

Buscar ajuda de especialista também é essencial ao sucesso, já que somente ele/a é capaz de indicar o suplemento necessário para cada tipo de organismo.

Ademais, é preciso considerar que tomar diversos suplementos não adiantará em nada se eles não estiveram acompanhados de alimentação adequada e balanceada.

Estratégias de alimentação

 

Alimentação balanceada e adaptada à rotina dos treinos é de fundamental importância para permitir que praticantes de atividade física alcancem objetivos como desempenho, controle de massa, ou, simplesmente, bem-estar.

Escolher alimentos mais adequados estimula metabolismo e fornece nutrientes para as diversas funções específicas desenvolvidas durante a atividade física porque cada nutriente desempenha um papel importante nesta hora.

  • Carboidrato

É o combustível vital para o desempenho esportivo. O consumo adequado de carboidratos na dieta protege contra a fadiga e proporciona mais energia, aumentando a capacidade do individuo permanecer em atividade por mais tempo.

Principais fontes: pão, batata, biscoitos, cereais, massas entre outros.

 

  • Proteínas

Responsável pela formação e a manutenção das células que regulam a formação de hormônios e anticorpos. Na atividade física, portanto, são responsáveis pelo ganho e pela definição de massa muscular, além, é claro, de contribuir para o fornecimento de energia.

Principais fontes: carnes, ovos, leites e derivados, feijão e soja.

 

  • Gordura

Apesar de ser fonte de energia quando está armazenada no corpo, a gordura do alimento não é a melhor fonte de energia para momentos próximos ao treino. Uma vez estocada no corpo, a gordura tem capacidade duas vezes maior do que os carboidratos e as proteínas. Por conta disto, portanto, são utilizadas como fonte de energia em exercícios aeróbios.

Consumir com moderação é importante para controle do peso, sendo que é preciso dar preferência às gorduras saudáveis, do tipo poli e monoinsaturadas, que protegem o sistema cardiovascular.

Fontes: óleos vegetais, castanhas e peixes de escama.

 

  • Vitaminas

São essenciais para o metabolismo, para a manutenção das funções fisiológicas do organismo e o bem-estar físico.

Elas participam, na forma de enzimas, de todas as reações que ocorrem no organismo.

 

  • Minerais

Promovem o funcionamento adequado dos sistemas do corpo, caso, por exemplo, da formação e da manutenção de ossos e dentes, do equilíbrio de líquidos e de substâncias do corpo. Também auxiliam vitaminas e enzimas na reação dos processos metabólicos.

Durante a atividade física, desempenham importante papel na contração muscular.

 

  • Fibras

Favorecem o bom funcionamento intestinal, proporcionando bem-estar.

As principais fontes são: verduras, legumes, frutas e carboidratos integrais.

 

Uso com água

 

A recomendação é a de que seja feita a distribuição destes nutrientes nas refeições diárias de acordo com necessidade individual intercalada, contudo, à ingestão de água, já que se trata de excelente estratégia para alcançar alimentação balanceada.

Nutrição adequada garante bons resultados

 

A musculação é a atividade física mais procurada por pessoas que desejam ter corpo definido e ganho de peso saudável.

Se bem orientada, a propósito, esta atividade é até mesmo indicada para idosos, portadores de doenças como osteoporose, diabetes, hipertensão, além, é evidente, de servir de apoio para outras modalidades.

Os resultados, porém, nem sempre são os esperados. Por isto, não é raro que praticantes se deparem com avaliações físicas que demonstram pouco ou nenhum desempenho satisfatório após tempo de dedicação ao exercício.

 

Risco à vida

 

Situação deste gênero pode levar o praticante a abandonar a atividade, perder motivação para a prática ou, até mesmo, usar recursos como suplementos alimentares, anabolizantes, e farmacológicos, colocando em risco, muitas vezes, a própria vida.

Na verdade, não há a necessidade de abandonar a atividade, ou, então, procurar recursos “fáceis”. O que é preciso fazer é estabelecer programa alimentar personalizado e treinos específicos para alcançar o objetivo.

 

Cardápio ideal

 

A elaboração de cardápio para o praticante de musculação precisa ser individualizada. Precisa conter carboidratos complexos, principalmente, ricos em fibras (pão, arroz e massas nas versões integrais), frutas (fonte de vitaminas e minerais), vegetais de cores variadas e óleos vegetais (principalmente azeite de oliva).

As proteínas, nutrientes de extrema importância para este grupo, devem, por esta razão, estar presentes na dieta, contudo, na medida certa, evitando a ingestão excessiva de proteínas, aminoácidos e carboidratos, substâncias presentes nos suplementos, porque, como já vimos, eles podem causar danos a órgãos como o fígado e os rins, prejudicando a saúde.

Recomendação fundamental

 

A indicação de nutrientes nos suplementos deve ser apenas para corrigir possível deficiência no organismo.

Não se pode esquecer jamais que a dieta alimentar balanceada associada à prática orientada pelo educador físico de atividade física é a grande verdade na busca de mais saúde e de maior qualidade de vida.

 

https://blogeducacaofisica.com.br/suplementos-alimentares-nas-academias/

 

 

Cumprimento de metas

 

Planejar pequenas metas é questão fundamental. A partir do momento em que a pessoa alcança as

metas iniciais ficará mais fácil alcançar o objetivo final.

Lembre-se do tripé:

> Exercícios.

> Alimentação.

> Descanso.

O resultado, portanto, só depende da força de vontade.

Siga, pois, em frente, alcance sucesso e seja feliz, MUITO FELIZ!

 

https://blogeducacaofisica.com.br/suplementos-alimentares