Cuidados com a saúde na primavera

A primavera é uma das quatro estações do ano. Ela ocorre após o inverno e antes do verão.

No hemisfério Sul, no qual está localizado o Brasil, a primavera, em 2020, teve início no dia 22 de setembro e vai terminar no dia 21 de dezembro.

Estação das flores, da renovação da natureza, dos dias de Sol e do calor suave batendo na pele. Toda esta beleza, todavia, não quer dizer que se pode descuidar da saúde; pelo contrário, seria um paradoxo vivenciar os dias bonitos da primavera estando doente.

Por isto é preciso ter cuidados com a saúde também na primavera.

 

Alergias e doenças respiratórias

Os meses que formam a primavera possuem características climáticas peculiares que são capazes de despertar dificuldades em termos de saúde.

Detalhe a ser observado são os malefícios que acompanham esta bonita estação, como são os casos de alergias e de doenças respiratórias.

Período de clima úmido e mais ou menos quente, as flores promovem processo de polinização, que pode representar transtorno para quem sofre de complicações respiratórias.

Por esta e outras razões há a necessidade da adoção de cuidados para conviver com as peculiaridades da estação primaveril.

 

Sensibilidade com os olhos

Depois do inverno, a primavera traz consigo a ampliação da temperatura, acompanhada do aumento da umidade do ar, criando, assim, ambiente propício para a proliferação de ácaros, fungos, mofo e bactérias.

A poluição do ar, de semelhante forma, agrava os riscos de doenças.

 

Ambientes arejados

O desabrochar das flores, apesar de ser lindo, pode causar complicações à saúde das pessoas. Acontece que durante a primavera o pólen das flores se desprende e é transportado pelo ar e/ou pássaros para perpetuar a espécie.

As substâncias estranhas (grãos de pólen) soltas no ar que respiramos, acaba provocando irritações no trato respiratório, às quais o organismo responde em forma de rinites, alergias, coriza e coceira no nariz.

 

Deixar o Sol entrar

Para evitar os desconfortos às vias respiratórias, a recomendação mais importante é abrir as janelas e deixar o Sol entrar.

Mantendo os ambientes bem ventilados se evita o acúmulo de grãos de pólen e de ácaros, característicos da estação.

 

Limpeza natural

As condições naturais da primavera (pólen e ácaros) agridem as mucosas corporais de forma mais severa nesta época do que nos demais períodos do ano.

Por esta razão, uma das mudanças de hábito mais recomendadas trata da substituição dos produtos de limpeza. Os produtos carregados de aditivos químicos têm que ser trocados por produtos neutros.

Pano úmido e sabão neutro são o suficiente para deixar a casa limpa e higienizada sem correr o risco de despertar crise alérgica desnecessária.

 

Guarda-roupa

Primavera também é tempo de tirar as roupas mais leves do armário e que estavam guardadas há meses em armários ou closets escuros e pouco ventilados.

Como a primavera é a estação da proliferação dos fungos e de ácaros, o perigo de contrair rinite alérgica ao vestir uma destas peças de roupa é grande.

A recomendação é lavá-las com sabão neutro e secá-las ao Sol para eliminar fungos e ácaros.

Aproveitando, também é importante redobrar o cuidado com a higiene dos armários e closets nesta estação.

 

Aparelhos de ar-condicionado

Limpeza também é recomendada para purificadores de ar e aparelhos de ar-condicionado.

 

Atenção especial com as crianças

Sabendo que as crianças são mais sensíveis às alergias respiratórias do que os adultos, a atenção precisa ser redobrada no s ambientes infantis.

Neste caso, portanto, além da ventilação constante de ambientes e da higienização dos armários, é recomendado suspender o eventual uso de tapetes durante este período do ano.

Os ursinhos de pelúcia e outros brinquedos do gênero também precisam ser evitados na primavera, pois acumulam ácaros.

 

Cuidar da hidratação da pele

O contato direto de ventos com a superfície da pele faz da primavera um período de ressecamento natural da pele, provocando a perda de elasticidade, o aspecto opaco e sem vida, a descamação, coceira e até fissuras doloridas.

O uso de hidratantes corporais neutros (de preferência) é importante para que não causem novas alergias e, também, para não sofrer com os desconfortos da pele seca.

Usar e abusar dos cremes hidratantes, aplicando-os, especialmente, no rosto, no pescoço e nos braços e mãos, que ficam mais expostos ao vento primaveril.

https://www.drogariascampea.com.br/6-cuidados-basicos-para-ter-com-a-saude-durante-a-primavera/

 

Alimentos típicos da primavera

O consumo de alimentos típicos da primavera potencializa a absorção de nutrientes pelo organismo, mas é importante manter a hidratação, tal como acontece em todas as demais estações, ou seja, consumir, no mínimo, 2,5 litros de água por dia em qualquer época do ano.

 

Reforço à imunidade

Alimentos, além de água, são fatores importantes para manter em nível ideal a imunidade do corpo.

Legumes: além de deixarem o prato mais colorido, fortalecem o sistema imunológico e combatem os radicais livres.

Alcachofra, abobrinha, berinjela, cenoura, beterraba, ervilha, pimentão amarelo e tomate integram esta lista.

Verduras: agrião, almeirão, brócolis, espinafre e rúcula fazem muita diferença no cardápio. Quanto mais escuras são as verduras, mais ricas elas são em fibras e vitaminas, que são parceiras essenciais do bom funcionamento do organismo. Também podem ser consumidas na forma de sucos verdes que, igualmente, regulam o organismo.

https://g1.globo.com/pr/parana/especial-publicitario/clinipam/guia-da-saude/noticia/2019/09/19/cardapio-de-primavera-alimentos-que-fortalecem-o-sistema-imunologico.ghtml

 

Alimentação equilibrada e exercícios físicos

Quando for aliada a exercícios físicos, a alimentação equilibrada potencializa o fortalecimento do organismo, Isto, em qualquer estação do ano, pois, contribuem para o equilíbrio entre a mente e o corpo.

Na primavera, verão, outono ou inverno, toda a hora é hora de praticar exercícios e, de forma toda especial, cuidar da hidratação.

Não se esquecer de que é preciso cuidar da pele, por isto, abusar do filtro solar e consumir muita água em qualquer período do ano são ações essenciais à boa saúde.

 

Exposição de pessoas alérgicas

A primavera interfere no bem-estar de pessoas alérgicas, que ficam mais expostas ao pólen de flores, fungos e ácaros.

Nesta temporada, também a poeira, os perfumes, fumaças e inseticidas incomodam pessoas deste círculo.

 

Sintomas alérgicos

Na primavera é comum pessoas que sofrem com alergias apresentarem coriza, rinite alérgica, coceira no nariz, espirros, irritação na garganta e olhos vermelhos, que resultam na conjuntivite.

A pele também fica exposta a lesões, como, por exemplo, ressecamento e rachaduras, causadas pelo vento.

 

Cuidados e precauções

Nas situações corriqueiras das agressões à saúde na primavera, em primeiro lugar é imprescindível manter ambiente limpo, higienizado, seja a casa, seja o local de trabalho.

Estes cuidados e precauções são necessários para diminuir eventuais casos de doenças alérgicas.

http://blog.saude.mg.gov.br/2017/09/28/top5-dicas-de-cuidados-para-evitar-alergias-na-primavera/

 

Cuidados com a saúde na primavera

Importante é obedecer às recomendações para evitar as doenças comuns da primavera: Observe!

  • Usar sabão neutro para lavar roupas e lençóis.
  • Manter o quarto arejado e limpo.
  • Guardar brinquedos de pelúcia e similares.
  • Limpar a casa com pano úmido.
  • Eliminar tapetes e carpetes.
  • Deixar o Sol entrar para eliminar ácaros.
  • Manter mãos limpas, evitando contato com os olhos;

https://b2saude.com.br/dicas-de-saude/2018/09/cuidados-com-a-saude-na-primavera

 

Doenças mais comuns na primavera

Nesta época é preciso ter cuidados com a saúde para manter o bem-estar.

Entre as doenças mais comuns à primavera estão a catapora e a rinite, entre outras.

Além delas, nesta época do ano também são comuns doenças como dengue, sarampo, rubéola e conjuntivite.

Para prevenir estas e outras doenças, dicas importantes apontam para o consumo de alimentos saudáveis e a prática regular de exercícios físicos para fortalecer o organismo e aumentar a imunidade.

Muitos dos alimentos típicos da estação são ricos em vitaminas e são altamente nutritivos.

 

Problemas variáveis

Embora traga consigo a beleza do colorido das flores e da renovação de folhas, a primavera também se faz acompanhar de fatores que são responsáveis por causarem doenças.

Vários são os fatores que apresentam maior incidência de doenças nesta época do ano. Os problemas de saúde são variáveis, indo desde alergias até leptospirose e dengue.

Felizmente, no entanto, há como prevenir ou tratar estes problemas. Confira!

 

Conjuntivite alérgica

Inflamação que deixa os olhos vermelhos e irritados. Pode acontecer em qualquer época do ano, no entanto, durante a primavera há ocorrência maior em pessoas sensíveis ao pólen de flores.

Dicas: cuidado com a higienização das mãos, principalmente antes de tocar no nariz, boca e olhos, e a limpeza do ambiente são meios fundamentais para melhorar a prevenção.

Para evitar os transtornos causados pela conjuntivite é importante seguir algumas dicas para tratar os olhos de maneira sensível. Acompanhe!

  • Evitar o contato direto das mãos com a mucosa ocular.
  • Usar colírios neutros em sinais de irritação nos olhos.
  • Lavar a região ocular com soro fisiológico antes de dormir.

 

Rinite alérgica

Além da inflamação nos olhos (conjuntivite), o pólen pode irritar as vias respiratórias causando a rinite alérgica.

Os principais sintomas da doença são coriza, espirro e incômodo no nariz, boca ou garganta.

A patologia atinge, principalmente, pessoas com predisposição genética.

Prevenção: as formas de prevenção são as mesmas da conjuntivite, enquanto que o tratamento, geralmente, é feito com antialérgico.

 

Catapora

O aumento da temperatura na primavera faz crescer a proliferação do vírus que causa a catapora. É bastante comum em crianças, especialmente nos meses de setembro a novembro.

Por se tratar de uma enfermidade contagiosa, os adultos que não tiveram catapora, ou que não foram vacinados na infância, podem apresentar feridas na pele, febre e cansaço.

Prevenção contra a catapora é feita com vacinação, que deve ser aplicada em bebês de 15 meses. A imunização faz parte da vacina tetraviral que, além da catapora, também protege contra sarampo, caxumba e rubéola, outras doenças comuns na primavera.

 

Leptospirose

 Doença causada por bactéria presente na urina de ratos que circulam pelas ruas e pelo esgoto. Com o aumento das chuvas durante a primavera e o verão, as enchentes se tornam recorrentes trazendo os resíduos do esgoto para a superfície. É fundamental evitar andar descalço na chuva ou locomover-se em áreas alagadas.

Sintomas da leptospirose são dores no corpo e na panturrilha, febre, dor de cabeça, vômito e diarreia. Em casos mais graves, o paciente apresenta icterícia (coloração amarela da pele e/ou olhos causada pelo aumento na concentração de bilirrubina na corrente sanguínea), hemorragia e complicações renais.

 

Dengue

As chuvas e o calor também aumentam a incidência da dengue, portanto, não deixe água parada em vasos, pneus, garrafas e outros objetos que podem servir de criadouro para os mosquitos aedes aegypti, transmissores da doença.

 

Escarlatina

Trata-se de infecção contagiosa provocada por bactéria e que é transmitida por meio das gotículas liberadas pelo espirro, tosse ou fala.

Doença comum na primavera atinge, sobretudo, crianças. Causa dores no corpo, cabeça e garganta, aumento das papilas gustativas da língua, erupções na pele e febre.

Prevenção: deve-se evitar o contato com pessoas que apresentem os sintomas, já que ela é contagiosa. O tratamento normalmente é feito com antibióticos, sendo necessária consulta com o médico ou pediatra.

 

Benefícios de alimentos da primavera

Para aproveitar a nutrição de cada alimento e se refrescar na estação, opte por substâncias mais leves.

 

Frutas

A safra de frutas da estação chega com abacaxi, kiwi, maracujá, mamão, morango, manga e pêssego. São boas opções para fazer uma refeição mais saudável.

Acerola, banana, caju, jabuticaba, laranja lima, pera, maçã, mamão, melão, mexerica, nêspera e tangerina também são excelentes alternativas.

Lembre-se: as frutas são facilitadoras de processos depurativos. A maioria exerce ação diurética e é levemente laxativa.

 

Legumes

Abobrinha, alcachofra, berinjela, beterraba, cenoura, ervilha, tomate e pimentão amarelo. Almeirão, aspargos, brócolis, chicória, couve, couve-flor, endívias, erva-doce, escarola, espinafre, moyashi, mostarda, nabo e rabanete também compõem a lista de legumes saudáveis.

Além de contribuírem para deixar o prato mais colorido, as cores alaranjadas, como da cenoura, possuem betacaroteno, que fortalece o sistema imunológico. O pigmento vermelho do licopeno, encontrado nos tomates, combate radicais livres porque é antioxidante.

 

Verduras

O ideal é comer verduras escuras, que são ricas em vitaminas e fibras, já que elas auxiliam o funcionamento do organismo. Aproveitar para incluir agrião, almeirão, brócolis, espinafre e rúcula no cardápio.

 

Sucos verdes

Os sucos verdes ajudam a limpar e a regular o intestino. Podem ser feitos com água de coco, adicionando espinafre ou agrião.

https://www.todamulher.com.br/saude-bem-estar/alimentos-de-epoca-da-primavera-quais-sao-e-seus-beneficios/

 

Outras dicas para incluir no cardápio

Usar azeite extravirgem e ervas frescas aromáticas como salsa, hortelã, cebolinha, manjericão, capim cidreira e alecrim, são excelentes alternativas.

Brotos germinados: na primavera, que tem estreita relação com renascimento, é recomendado usar o potencial de vida dos brotos para reforçar a energia vital.

 

 

Cuidados com a saúde na primavera

Tantona primavera quanto nas demais estações do ano é preciso adotar alimentação saudável, priorizando o consumo de alimentos ricos em fibras, vitamina A, vitamina C, bem como, alimentos ricos em ferro. É preciso dar preferência aos orgânicos.

Não descuidar da prática regular de atividades físicas e, especialmente, da hidratação corpórea, atentando para o fato de que é preciso ingerir, diariamente, 2.5 litros de água.

 

Atenção especial para frutas

Na primavera opte por alimentos de fácil digestão, fibrosos e aquosos. A hidratação é essencial.

Sucos cítricos e os chamados detox são recomendados, além da água de coco.

Frutas ajudam a se deleitar na primavera.

 

Abacaxi

Composto por 86% de água, excelente para a hidratação. Rico em vitaminas A e C. Facilita a digestão de proteínas por causa do elevado percentual de celulose. Elimina impurezas. Também tem vitamina B6, tiamina, ferro e magnésio.

 

Pera

Rica em sais minerais e sódio, potássio, ferro, magnésio e cálcio. Possui vitaminas dos tipos A, C e do complexo B. Tem niacina. Também tem fibra, que serve para melhorar o fluxo intestinal e o sistema nervoso central.

 

Pêssego

Diurético, depurativo do sangue, desintoxicante. Possui potássio, sódio e fósforo, além de antioxidante. Contém vitaminas A, C e do complexo B.

 

Uva

Rica em sais minerais, vitaminas A, C e do complexo B (B1, B2, B3, B6), tiamina, riboflavina, niacina, piridoxina, ácidos pantotênico, fólico e ascórbico.

A uva vermelha é rica em compostos antioxidantes, anticancerígenos. Além disto, ajuda a retardar o envelhecimento.

 

Melancia

Bastante nutritiva. Rica em caroteno (convertido vitamina A), licopeno (protege contra o câncer), glutationa (substância anti-envelhecimento), vitaminas C e do complexo B.

 

Banana

Gera benefícios para a saúde, pois é rica em vitaminas E, C e do complexo B, ferro, magnésio, potássio e fibras. Excelente opção para quem deseja ter energia, já que tem glicose, frutose e sacarose. Igualmente, ajuda a regular o funcionamento do intestino por conta das fibras. Neutraliza a irritação e protege as paredes do estômago.

 

Kiwi

Tem bons níveis de vitaminas C e E. Conta com minerais, como fósforo, magnésio, potássio e ferro. Fortalece o sistema imunológico e ajuda a regular o intestino.

 

Laranja

Rica em vitamina C. Tem ação antioxidante. Combate os radicais livres e previne contra doenças crônicas e envelhecimento precoce das células. Fortalece o sistema imunológico.

 

Maçã

Fonte de vitaminas A, C, E e B6. Ação antioxidante ajuda o combate aos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce das células. Como em outras frutas, a casca possui mais nutrientes do que a polpa.

 

Mamão

Contém vitaminas e minerais como potássio, ferro e cálcio. Tem poucas calorias. Possui fibras que ajudam o bom funcionamento do intestino. Ótimo para aliviar a prisão de ventre. A enzima papaína presente na fruta auxilia a digestão.

 

Nêspera

Contém pectina, fibra alimentar que ajuda a manter a sensação de saciedade e ajuda a manter baixo o colesterol, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares. Também contém vitaminas C, A e do complexo B, além de cobre, potássio, cálcio e carotenoides.

https://www.diariodoscampos.com.br/noticia/sabores-da-primavera-conheca-os-alimentos-da-estacao

 

Frutas, verduras e sucos da primavera

Acerola: aliado para a redução de açúcar no sangue. Melhora o sistema imunológico. Combate alergias, resfriados e diabetes. Fonte de cálcio, ferro, vitaminas do complexo B e C. Contém fósforo. O suco de acerola com laranja é bastante nutritivo.

 

Manga: auxilia o funcionamento intestinal e a visão. Tem fibras. É rica em vitaminas A e C e do complexo B, cálcio, fósforo, potássio e sódio.

 

https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/culinaria/guia-da-cozinha/sucos-da-primavera-saiba-quais-sao-as-melhores-frutas-da epoca,57d332f6ed6d6e4aa4a8d9155b5a4684sqtrts4s.htm

 

Rúcula

Rica em enxofre, que limpa o fígado e a pele. Fonte de fibra, antioxidantes, vitaminas do complexo B, zinco, cobre, vitaminas A, C e K, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio e magnésio.

Agrião

Possui vitamina K, cálcio, betacaroteno, ferro e magnésio. Fonte de origem vegetal de iodo, que ajuda a regular o metabolismo e contém anti-histamínicos e propriedades anti-inflamatórias.

 

Rábanos

Contêm doses elevadas de vitamina C, que ajudam a luta contra as constipações e infecções. Ricos em potássio, que ajuda a limpar os rins, a vesícula e as pedras dos rins. Têm baixos níveis de calorias. Boa fonte de enxofre. Contêm sílica, que mantém a pele, o cabelo e as unhas saudáveis.

 

Aspargos

Têm poderosas propriedades curativas. São baixos em gordura, altos em fibra e boa fonte de ferro, vitaminas do grupo B (especialmente o ácido fólico), vitamina C e vitamina K. Têm propriedades diuréticas e laxantes. Potente anticancerígeno e aminoácido que neutraliza o excesso de amoníaco no corpo.

 

Alcachofra

Muito saudável para o fígado. Melhoram a digestão e ajudam a digestão de gorduras. São altas em fibra, baixas em calorias e fonte de vitaminas e minerais.

 

Erva-doce

Contém flavonoides, antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias. Ajuda a aliviar flatulências, cãibras e a indigestão.

 

Abacate

Tem alto valor energético e pH equilibrado. De fácil digestão. Fonte de glutamina, que ajuda a curar o revestimento do intestino. O óleo é rico em antioxidantes, excelente para o cabelo e a pele. Ajuda a perda de peso.

 

Água

Principal fonte de todos os seres vivos. Aliada de todas as dietas. Imprescindível sempre. Dispensa maiores comentários.

 

Chás ideais para a primavera

O chá é uma das bebidas mais apreciadas no mundo.

Camomila: calmante e induz ao sono. Tem ações anti-inflamatória e antioxidante.

Jasmim: Possui ação digestiva. Recomendado para quem tem desconforto após comer.

Maracujá: auxilia o combate à ansiedade e insônia. Ótimo calmante.

Hibisco: rico em antocianina e excelente antioxidante que atua neutralizando os radicais livres, auxiliando o combate ao envelhecimento precoce.

Flor de laranjeira: indicado para tensões nervosas e problemas gastrointestinais.

 

Cuidados com a saúde na primavera

Mesmo que seja estação bonita, a primavera demanda de cuidados da saúde como qualquer uma das outras três estações do ano.

Até a chegada do verão, a acontecer no dia 21 de dezembro próximo, é necessário adotar todos os cuidados e seguir todas as recomendações para evitar as doenças típicas da primavera, especialmente as que têm origem na disseminação do pólen das flores, do mofo, dos ácaros e dos fungos.

Acrescentando-se a eles outros agentes poluidores, os cuidados precisam ser redobrados para evitar doenças alérgicas e respiratórias, comuns da estação primaveril.

Cuide-se. Tenha saúde perfeita. Viva feliz!