Como evitar a retenção de líquidos no verão

 

Verão à vista!

Como evitar a retenção de líquidos no verão. Água e exercícios físicos evitam a retenção de líquidos no verão.

O excesso de calor é grande inimigo da circulação sanguínea, porque faz com que as veias se dilatem, causando o acúmulo de líquidos.

Além disto, temperaturas elevadas aumentam a retenção de líquidos.

Época, portanto, de se preocupar com a retenção hídrica no organismo. O questionamento, contudo, é: como evitar a retenção de líquidos no verão?

Muitas pessoas, a respeito desta questão, perguntam: como fazer para evitar a retenção de líquidos?

Neste post vamos prestar informações a respeito. Acompanhe!

 

Inimigas

 

Altas temperaturas são inimigas das circulações sanguínea e linfática.

Durante o verão, o excesso de calor é um dos fatores que contribui sobremaneira para a retenção de líquidos.

O mesmo, contudo, também acontece com os sintomas desconfortáveis causados por dores nos braços, mãos, pernas e pés e, inclusive, até mesmo, a sensação de ganho de peso.

Quando está calor, a circulação de sangue fica mais lenta, ocorrendo, em consequência, maiores dificuldades para a absorção da água do organismo.

Por esta causa, as extremidades são as regiões do corpo mais afetadas. Os pés, por sua vez, são ainda mais atingidos por ficarem mais distantes do coração.

https://prosaudelojas.com.br/alimentos-que-aceleraram-o-metabolismo/

Dilatação dos vasos sanguíneos

A pessoa que sofre com a retenção de líquidos e com inchaços sabe que estes quadros surgem mais no verão. A explicação é simples: no calor, os vasos sanguíneos se dilatam para ajudarem o corpo a se resfriar.

Com isto, os líquidos que ficam nos vasos, saem e se alojam no espaço entre as células (intracelular), causando o inchaço.

O episódio, geralmente, ocorre em partes mais extremas do corpo, como as pernas, os pés e os tornozelos, segundo explicam endocrinologistas.

O inchaço, da mesma forma, também ocorre nas mãos, nos braços e na barriga.

Água e exercícios físicos evitam a retenção de líquidos no verão.

Corpo cansado

 

Com a chegada do verão e as altas temperaturas, os anéis não entram mais nos dedos (ou ficam apertados), o corpo fica cansado com as tarefas do dia-a-dia e os sapatos ficam apertados.

O excesso de calor é, portanto, inimigo da perfeita circulação sanguínea, já que faz com que as veias se dilatem, causando o inchaço e a dor, aspectos comuns a esta época do ano.

 

Por que ocorre a retenção

 

O corpo, ao detectar baixo nível de líquidos, decorrente da ingestão insuficiente de água, ou, do consumo excessivo de sódio, coloca em atividade mecanismo de defesa que efetua a retenção de líquido porque a considera necessária para manter o equilíbrio.

 

 

Inchaço e quilos a mais

 

Não são poucas as pessoas que, com frequência, afirmam terem a sensação de inchaço do corpo.

Na verdade, a retenção hídrica não só é responsável pelos inchaços, mas, também o é por eventuais quilos extras.

 

Mais comum às mulheres

 

Afetando mais as mulheres, a retenção de líquidos ocorre especialmente em períodos relacionados a desequilíbrios hormonais, como são exemplos, os dias antecedentes à menstruação, à gravidez ou à menopausa.

A retenção atinge mais as mulheres por causa de questões hormonais.

 

Outras causas

De igual maneira, problemas de circulação, nutrição inadequada ou estresse, são, também, razões que causam a retenção, gerando, como consequência, ganho de peso.

 

Órgãos inchados

 

Quando mãos, tornozelos, lábios ou pálpebras ficam inchados trata-se de sinais comuns e claros de que o corpo está tentando nivelar o excesso de sódio com a retenção de líquidos.

Especialistas esclarecem que a retenção de líquidos ocorre quando o corpo acumula volume excessivo de líquidos nos tecidos corporais, fato que é manifestado por inchaço, inflamação e aumento repentino de peso.

Mascarar outros problemas

 

O inchaço, a inflamação e até mesmo o aumento brusco de peso também podem mascarar (esconder) problemas circulatórios, cardíacos, hepáticos ou renais.

Má alimentação, sedentarismo, estresse ou desequilíbrios hormonais têm, destarte, grande importância para o aparecimento destes episódios de doenças.

 

Solução

 

Para os casos mais sérios, opção com resultados satisfatórios é realizar sessões de drenagem linfática.

Além de auxiliar na prevenção de edemas, a drenagem linfática também tem outra importância, já que minimiza os sintomas e a sensação de peso nas pernas.

Água e exercícios físicos evitam a retenção de líquidos no verão.

 

Auxílio médico

 

Sempre é importante, no entanto, buscar ajuda médica para descartar outros fatores, inclusive, mais sérios, que podem contribuir para a retenção de líquido.

 

https://www.clinicalivon.com.br/8-dicas-para-evitar-retencao-de-liquido-verao/#:~:text=%E2%80%93%20Beber%20muita%20%C3%A1gua%20ao%20longo,o%20ganho%20excessivo%20de%20peso.

 

Dicas para evitar a retenção

 

Profissionais de Saúde defendem a adoção de medidas para que não ocorra a retenção hídrica.

Entre as principais é possível destacar:

  • Beber muita água durante todo o dia.
  • Consumir menos sal e alimentos industrializados, já que o sódio (sal) contribui de forma significativa para o corpo reter líquido. • Praticar atividades físicas, exercitando, de modo especial, as pernas, fazendo, por exemplo, caminhada, corrida ou andar de bicicleta, que estão entre as atividades mais comuns.

Água e exercícios físicos evitam a retenção de líquidos no verão.

Evitar o ganho de peso

 

Existem outros fatores que, igualmente, causam o desconforto do inchaço. Leia!

> Obesidade.

> Cigarro.

> Bebida alcoólica.

> Uso de anticoncepcional.

> Alteração na alimentação.

> Mudança no sono.

Para prevenir o desconforto do inchaço, medidas simples (a propósito) podem ser usadas. Veja!

 

  • Hidratar-se

Os rins trabalham mais quando a pessoa toma bastante água e, por extensão, o corpo não retém líquidos.

 

  • Comer devagar

Alimentar-se de modo rápido sobrecarrega o estômago, dilatando o abdômen.

 

  • Alimentar-se sem lactose

Leite, queijo e iogurte também podem ser vilões do inchaço. A recomendação, portanto, é o consumo moderado destes alimentos.

  • Consumir menos sal, mais potássio

Enquanto o sódio (sal) em excesso é prejudicial, o potássio é benéfico, porque potencializa a eliminação de líquidos.

Abacate e banana têm boa concentração de potássio.

  • Fazer exercícios físicos

A prática de atividades físicas melhora a circulação sanguínea, ou seja, ajuda a diminuir a retenção de líquidos.

https://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/verao-a-vista-confira-5-dicas-para-evitar-o-inchaco/

 

Outros fatores

 

De maneira semelhante, também podem causar inchaço, outros comportamentos do dia-a-dia. Confira!

< Permanência em posição sentada ou em pé durante longo período.

< Uso de anticoncepcional.

< Gestação.

< Distúrbios hormonais.

< Bebidas com álcool.

< Obesidade.

< Excesso de sal na alimentação.

< Consumo de alimentos industrializados.

 

Minimização de sintomas

 

Recomendações, igualmente simples, que podem, portanto, ser seguidas no dia-a-dia, ajudam a reduzir os sintomas do desconforto do inchaço. Conheça!

 

  • Elevar as pernas

Levantar as pernas, se possível, algumas vezes durante o dia e, à noite, logo ao regressar para a casa.

  • Movimentar os pés

Movimento circulares, para cima e para baixo.

 

  • Não ficar na mesma posição

Evitar ficar sentado ou em pé por tempo prolongado. Movimentar-se.  Levantar-se, portanto, de tempo em tempo para que a circulação funcione bem.

  • Evitar temperatura elevada

Não ficar por muito tempo em locais com temperatura elevada.

 

  • Beber muita água

Consumir água ao longo de todo o dia (2,5 litros diários).

  • Consumir menos sal e alimentos industrializados

O excesso de sódio (sal) contribui consideravelmente para o corpo reter líquido.

Opção, portanto, para não deixar os alimentos sem gosto é usar temperos naturais, como ervas ou limão.

  • Praticar exercícios físicos

Exercitar, principalmente, as pernas. Boa caminhada ajuda bastante.

Frequentar academia também é ótima alternativa para evitar o inchaço, estimular a circulação, o fluxo de líquidos e nutrientes pelo corpo, evitando, inclusive, a formação de edemas.

  • Evitar o ganho excessivo de peso.

O sobrepeso e, especialmente, a obesidade, são altamente prejudiciais ao corpo. Precisam, pois, ser evitados.

 

  • Fazer massagens

A drenagem e a massagem modeladora são técnicas que ajudam a combater a retenção de líquidos.

A primeira ajuda a drenar líquidos e toxinas acumuladas, enquanto que a segunda, auxilia na fluidez dos líquidos, facilitando a eliminação.

A opção por qualquer uma delas, pois, é altamente recomendável.

 

  • Apostar em chás

Existem chás que ajudam não só o ato de desinchar, mas, também, geram outros benefícios para o organismo. Apostar nestes aliados, portanto, é decisão inteligente. (Veja relação de chás mais adiante).

https://www.bonde.com.br/comportamento/moda-e-beleza/5-dicas-para-evitar-a-retencao-de-liquido-no-verao-489273.html

 

 

 

 

 

Consumo de água é superimportante

 

Para evitar que o organismo retenha água, (mecanismo de defesa que usa porque julga necessário manter reserva de líquido para manter o equilíbrio), há, portanto, a necessidade da ingestão diária de, pelo menos, 2,5 litros de água.

Trata-se de ação essencial para o perfeito funcionamento de todos os órgãos, já que deixa as células do corpo mais irrigadas.

 

Método para descobrir acúmulo de água

 

Para saber se a condição do inchaço é provocada pelo acúmulo de líquidos, basta pressionar o dedo no local inchado. Se ficar marca, pode ser sinal de retenção.

Outra maneira simples de perceber a retenção no corpo é no momento de tirar as meias e os sapatos, quando fica marca deixada pelo elástico ou por detalhes da meia.

Em conformidade com especialistas, a falta de movimentação, o estresse e a menstruação são fatores desencadeantes de inchaços.

Torna-se importante, igualmente, atentar para o fato de que em alguns casos, o inchaço pode ser provocado por problemas no coração, nos rins, na tireoide ou, ainda, resultante de reação a algum medicamento.

Orientação importante

 

Endocrinologistas alertam, contudo, que se o acúmulo de líquido for muito intenso, no caso, por exemplo, de a pessoa acordar inchada ou observar que os edemas são assimétricos, por exemplo, uma perna muito maior do que a outra, é preciso procurar ajuda médica.

 

“Em forma” para as festas de final de ano

 

Aparecendo com um dos maiores pesadelos de quem deseja emagrecer e estar com o corpo “em dia” para as festas de final de ano e o verão (praia, piscina, shorts, camisetas), o inchaço também pode aparecer na região abdominal e, até mesmo, no rosto.

Diversas disfunções do organismo podem ocasioná-lo, a saber:

> Insuficiência vascular.

> Hipertensão arterial.

> Problemas renais.

> Problemas hepáticos.

 

Vilões do inchaço

 

Nutricionistas chamam a atenção para o que consideram como sendo os dois principais vilões causadores de inchaço. Atenção, pois, a eles:

O primeiro deles é a concentração de sal nos alimentos chamados fast foods, embutidos, enlatados e envasados, além de determinadas preparações alimentícias.

O segundo é a baixa ingestão de água. O ideal, portanto, neste caso, é a ingestão de até dois 2,5 litros por dia, levando em conta o peso corporal.

 

Combate viável

 

Há a possibilidade de combater a retenção de líquidos com alimentação.

De acordo com orientações de especialistas em Nutrição, alimentos frescos diminuem a necessidade de sal e de temperos prontos.

Eles sugerem o preparo de pratos usando ervas in natura, como, por exemplo, salsa, cebolinha, orégano, cebola, alho, alho-poró, ervas finas e limão, além de vários outros.

 

Alimentos a serem evitados

 

No entendimento de nutricionistas, de semelhante forma, também há a necessidade de se evitar sucos prontos industrializados, refrigerantes, bebidas alcoólicas, conservas e embutidos.

Segundo eles, o preferível é, pois, investir em alimentos como água natural de coco, sucos de frutas frescas, queijos magros e demais alimentos sem adição de sal ou açúcar, principalmente, o refinado.

Ao se evitar o sódio em excesso, evita-se, consequentemente, o inchaço de órgãos.

 

Exercícios físicos evitam o inchaço

 

Educadores físicos salientam, por sua vez, que exercícios físicos ajudam a combater o problema do inchaço, porque eles funcionam como drenagem linfática, combatendo também outros sintomas gerados pela retenção, caso, por exemplo, de dores de cabeça, aumento da pressão arterial e dores no peito.

 

Exercícios recomendados

 

Profissionais de Educação Física esclarecem que os exercícios mais indicados para o caso são os aeróbicos ou cardiovasculares, uma vez que aumentam a frequência cardíaca e o ritmo respiratório, causando, em consequência, a transpiração e a redução de líquidos retidos.

 

Alimentação adequada reduz a retenção

 

O consumo de frutas e verduras, bem como de alimentos frescos, auxilia o combate à retenção de líquidos.

Nutricionistas lembram, com razão, que a comida aparece entre os principais fatores a serem levados em conta, porque ela é capaz de regular o estado de inflamação do corpo.

Além disto, igualmente, a alimentação cumpre função importante na regulação hormonal e nos fluidos corporais.

Dietas ricas em frutas e vegetais têm, por esta razão, importância vital para o corpo, já que se trata de alimentos ricos em água e minerais, como potássio e, por isto, ajudam a neutralizar a retenção de líquidos.

 

Frutas e verduras com poder diurético

 

Para combater a retenção de líquidos, a recomendação é comer frutas e verduras, como:

 

  • Banana

Por ser rica em potássio, equilibra os efeitos do sódio, que causa a retenção de líquidos. Dieta rica em potássio, portanto, ajuda a melhorar a excreção de sódio.

Ademais, a banana é rica em fibras, que proporcionam saciedade.

 

  • Laranja

Contendo fibras e antioxidantes, a laranja combate o inchaço.

Igualmente, pela riqueza em potássio, tal como acontece com a banana, a laranja ajuda a manter equilíbrio adequado de sódio e potássio no corpo.

Melhor é comer a laranja do que consumi-la em forma de suco. Isto, é claro, para aproveitar ao máximo os nutrientes e as fibras.

 

 

  • Abacaxi

Pelo fato de possuir propriedades diuréticas, é excelente auxiliar dos rins. Além disto, fornece, também, antioxidantes, fibras e vitaminas A e C.

 

  • Melancia e melão

São as frutas mais ricas em água e, portanto, hidratam e favorecem a micção e a purificação dos rins. Fornecem poucas calorias e são ideais para serem consumidas durante o verão.

 

  • Pepino

Pertencente à família da melancia e do melão, o pepino tem água e capacidade de hidratar com poucas calorias. É, portanto, altamente recomendado para ser consumido durante a estação mais quente do ano.

 

  • Alcachofra

As propriedades dela são purificadoras e diuréticas. Realiza as atividades no fígado e nos rins, aumentando, portanto, a capacidade do organismo de purificar e eliminar toxinas responsáveis ​​por inflamações e pela retenção de líquidos.

 

  • Espinafre

Rico em água e minerais, caso, por exemplo, de magnésio, de potássio e de ferro.

 

  • Tomate

Rico em potássio contém, igualmente, antioxidantes e vitamina C.

 

Outras frutas com poder diurético

 

Diversas outras frutas possuem, de igual forma, alto poder diurético.

Elas, igualmente, têm em comum, boa quantidade de nutrientes que facilitam a eliminação de líquidos. Melancia, melão, pepino, abacaxi, pera, maçã e várias outras, são exemplos clássicos, pois seus nutrientes, potássio, magnésio, vitaminas do complexo B e água, juntos, aumentam o fluxo de urina e ajudam a eliminar toxinas, promovendo a renovação de líquidos corporais.

 

  • Pera

Além de auxiliar na eliminação de líquidos, possui pectina, fibra relacionada ao melhor funcionamento intestinal, estando, portanto, envolvida no controle glicêmico e do colesterol.

 

  • Maçã

Fruta diurética natural por causa da quantidade de potássio e vitamina B6. Assim como a pera, possui pectina.

 

  • Limão

Rico, igualmente, em potássio, fibras e manganês, é conhecido por reforçar o sistema imunológico graças à quantidade de vitamina C.

 

  • Coco

A água de coco contém alta quantidade de potássio e magnésio. É útil, portanto, para a eliminação de líquidos.

 

 

 

 

Alimentação, a mais natural possível

 

Conselho sábio e importante recomenda que a alimentação tem que ser a mais natural possível, evitando produtos processados.

Paralelamente, é importante, portanto, controlar a ingestão de sal e de açúcar.

O consumo suficiente de água, além da execução de atividades no dia-a-dia, são outras ações importantes para evitar a retenção de água e, da mesma forma, para manter a saúde em perfeito estado.

 

revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2019/07/retencao-de-liquidos-por-que-acontece-e-como-evitar.html

Sucos antirretenção hídrica

 

Pesquisadores descobriram a existência de vários vegetais úteis para evitar a retenção de líquidos no corpo e, por isto mesmo, o uso deles é bastante recomendado.

Trata-se dos sucos de:

> Folhas de chicória.

> Limão.

> Cenoura.

Todos, misturados à água.

Caso a pessoa preferir adoçá-los, deverá, pois, usar adoçantes naturais, como a stevia ou o

xilitol.

Ingestão de água não prejudica inchaço

 

Pessoa leiga, com inchaço, pode, até mesmo, julgar que ingerir líquidos piora o problema, mas, não; pelo contrário, auxilia a solucioná-lo.

 

Causas da retenção de líquidos

 

> Baixa ingestão de água.

> TPM.

> Gravidez.

> Alimentos ricos em sódio.

> Hipotireoidismo.

> Sedentarismo.

> Doenças cardíacas, renais ou hepáticas.

> Alguns medicamentos.

> Determinados anticoncepcionais.

Desidratação, fator desencadeador

 

Nutricionistas asseguram que beber água é fundamental, porque a desidratação é um dos fatores que estimulam o aparecimento do problema dos inchaços.

Quanto mais água a pessoa ingerir, portanto, maior volume de toxinas vai eliminar via urina.

 

Alimentos agravadores de inchaços

 

Ficar atento e, adotar dieta adequada, é importante, uma vez que existem alimentos que causam ou agravam o quadro de inchaço.

Quando são consumidos alimentos ricos em sal, caso, por exemplo, de embutidos, enlatados, queijos amarelos, molho tipo shoyu e fast foods, o organismo precisa reter mais água para que ocorra a diluição do mineral (sal).

Então, e por isto, o corpo não deixa a água ir embora, justamente por conta do acúmulo de sal.

 

Inchaço exagerado

 

A pessoa precisa buscar auxílio médico ao notar inchaço exagerado, principalmente, no rosto e nas pálpebras, ou, ainda, se perceber o inchaço logo após iniciar tratamento com novo medicamento.

 

Alimentos probióticos são benéficos

 

Já os alimentos probióticos, caso de alguns tipos de iogurtes, são benéficos, pois, os micro-organismos vivos que contêm tornam a flora intestinal mais saudável.

Ademais, são eficientes porque, além de ajudarem a absorver melhor os nutrientes, auxiliam a diminuir o inchaço.

 

Mudar a alimentação no verão

 

Alguns alimentos devem ser retirados da dieta para diminuir o inchaço do corpo, especialmente no verão.

Comidas com muito sal contribuem para a desidratação e o acúmulo de líquidos.

O sódio está presente na maioria dos alimentos industrializados e enlatados, como, por exemplo, salsicha, salame ou presunto.

A preferência tem que ser dada a alimentos mais saudáveis, verduras verdes, cereais integrais e nozes.

Bebidas industrializadas têm que ser evitadas, caso, especialmente, dos refrigerantes e das alcoólicas.

 

Suco verde pós-festas de final de ano?

 

Muita gente sabe que o suco verde é emagrecedor. Também é conhecido como suco detox.

Ele se popularizou como sendo a solução ideal para o período pós-festas de fim de ano porque é desintoxicante natural, que ajuda a eliminar os “quilinhos” a mais.

Na verdade, todavia, o suco verde por si só não emagrece. Ele ajuda o emagrecimento, mas, somente dieta completa e balanceada produzirá os resultados satisfatórios.

O suco verde, entretanto, serve mais como fonte de nutrientes que ajudam a regular as funções básicas do organismo.

Ele melhora, é verdade, o funcionamento dos intestinos e diminui a fadiga.

No caso das mulheres, o maior benefício gerado pelo suco verde é diminuir a retenção de líquido, melhorando o inchaço e evitando a celulite.

 

Como o suco verde auxilia o emagrecimento

 

Por ser alimento líquido, os nutrientes presentes nos sucos verdes são absorvidos mais facilmente. Isto, a propósito, também facilita a vida de quem não é muito fã de comer legumes e folhas nas refeições.

Suco verde feito com os ingredientes corretos é rico em fibras, vitaminas e minerais.

As fibras regulam o funcionamento do intestino e dos demais nutrientes, ajudando a equilibrar os níveis hormonais e melhoram, por extensão, o funcionamento do sistema imunológico.

Funcionando de modo correto, o corpo elimina, portanto, com maior facilidade, as toxinas.

Aliado ao suco verde, o ato de fazer exercícios físicos e manter alimentação saudável ajudam o processo de emagrecimento.

 

Regras para tomar suco verde

 

Para obter os benefícios do suco verde, entretanto, é preciso seguir a algumas regras. Veja!

 

  • Evitar usar os mesmos ingredientes todos os dias

Algumas folhas em excesso podem ser prejudiciais ao fígado, caso, por exemplo, da couve e do espinafre.

 

  • Não acrescentar açúcar

Utilizar sempre fruta para adoçar ou, então, adoçante natural.

 

  • Não coar o suco verde

A maior fonte de fibras acaba sendo perdida ao o suco ser coado.

 

  • Tomar logo que for feito

Assim, todos os nutrientes serão preservados.

 

  • Utilizar vegetais orgânicos

De preferência, quando for possível.

 

  • Tomar o suco em jejum

Pela manhã, facilita a digestão.

 

Mitos sobre o suco verde

 

Os sucos detox estão cada vez mais populares.

Quando o assunto trata sobre nutrição e emagrecimento é possível encontrar variada gama de informações e de receitas sobre sucos verdes.

É preciso ter cuidado, todavia, com algumas inverdades e mitos que envolvem o referido suco.

Conheça alguns destes mitos:

 

  • Tomar suco verde todo dia emagrece

A verdade é que o suco verde por si só não emagrece. Ele modela o organismo e gera condições para promover a reeducação alimentar e a executar atividades regulares.

Pode favorecer, isto sim, a diminuição rápida do inchaço, no caso da ingestão regular do suco.

 

  • O suco sempre deve ter couve

Não é verdade, porque a rotatividade dos ingredientes é superimportante, pois, cada um deles possui diferentes quantidades de nutrientes.

De acordo com nutricionistas, a couve em excesso pode prejudicar o funcionamento da tireoide, e, por isto, não é recomendado o consumo diário no suco verde.

  • O suco verde deve substituir o café da manhã

Não. De modo algum, a não ser que seja indicação médica ou de nutricionista.

 

  • O ideal é adoçar com adoçante em vez de açúcar

De fato, não se recomenda adoçar sucos naturais com açúcar, todavia, o adoçante também não é a decisão correta.

O ideal mesmo é utilizar fruta para agregar sabor mais adocicado à bebida. Evitar adicionar muitas frutas. Escolha excelente é usar limão e fruta mais doce para proporcionar sabor mais agradável.

 

  • Os sucos verdes têm poucas calorias

A quantidade de calorias depende muito dos ingredientes. O suco feito com frutas mais doces, normalmente, contém mais calorias em razão da frutose, que, também, diminui a “queima” de gordura e ajuda a reter líquido.

Não é recomendado, portanto, abusar de frutas nos sucos verdes se o objetivo é desinchar e reduzir as medidas corporais.

Receitas de suco verde

 

Mesmo sendo nutritivo e saudável, tomar suco verde todos os dias, muitas vezes, pode se transformar em martírio para algumas pessoas. Diferentes receitas, no entanto, com sabores mais leves, mas, igualmente nutritivos, ajudam a vencer esta questão.

Conheça a composição (ingredientes) de alguns sucos.

  • Couve, melão, limão, hortelã, água ou água de coco natural.
  • Laranja, espinafre, hortelã, pepino com casca.
  • Aipo, cenoura, maçã e água ou água de coco natural.
  • Agrião, abacaxi, limão, água ou água de coco natural.
  • Melancia, água de coco, pepino e gengibre.
  • Maçã, chá de erva-doce e couve.
  • Ameixa preta seca, abacaxi, hortelã, semente de linhaça e água.
  • Morango, abacaxi, água de coco.
  • Erva-cidreira, morango, limão.
  • Aipo, pepino, aspargo, mamão e laranja-lima.
  • Cenoura, salsaparrilha, maçã, gergelim e cúrcuma.
  • Cavalinha, dente-de-leão, morango e cenoura.
  • Limão e melancia.

Cuidados para manter a qualidade dos sucos

 

O ideal é consumir os sucos para retenção de líquidos logo depois do preparo para que os nutrientes não sejam perdidos.

O processo de oxidação, que acontece por meio do calor e da exposição ao oxigênio e à luz, pode fazer com que alguns nutrientes percam a eficiência.

Quando não for possível tomar o suco na hora da preparação, deve ser armazenado em garrafa escura, vedada, para evitar ou atrasar o processo de oxidação.

Para aproveitar ao máximo o valor nutricional, o melhor é preparar o suco com alimentos frescos. O suco deve ser fresco, não ser coado e nem filtrado.

Quanto mais fibras, melhor

 

Importante se torna lembrar que, quanto mais fibras, melhor é, porque elas geram mais saciedade e evitam exageros na refeição seguinte. Tomar o suco verde 30 minutos antes do desjejum (café da manhã).

 

https://clinescultural.com.br/blog/suco-verde-4-receitas-para-diminuir-a-rentecao-de-liquido

 

 

 

 

Sucos anti-inchaço

 

Sucos naturais ajudam a eliminar líquidos e, em contrapartida, auxiliam os intestinos a funcionarem melhor.

Além do mais, o efeito diurético destes sucos auxilia a hidratação do corpo, deixando a pele bonita e, de quebra, “matam” a fome.

Isto, é evidente, sem considerar que têm poucas calorias.

 

Dicas para combater a retenção hídrica

 

< Tomar 2,5 litros de líquidos por dia (chás, sucos e água).

< Incluir alimentos diuréticos, como abacaxi, melancia, melão, pepino, aipo, nas refeições.

< Fazer caminhada por pelo menos 40 minutos por dia, se não fizer outro tipo de atividade física.

< Fazer exercícios físicos.

< Incluir alimentos ricos em potássio na dieta (abacate, banana, batata doce, beterraba, amêndoas), pois, o mineral equilibra o sódio no organismo.

< Não ficar muito tempo sentada/o.

< Evitar alimentos ultraprocessados.

< Não usar mistura de temperos prontos ou caldos de galinha industrializados.

< Diminuir o uso do sal e substituí-lo por temperos como cominho, páprica, pimenta, curry, ou ervas aromáticas.

< Incluir na rotina, o consumo de suco detox, porque ajudam a diminuir a retenção de líquidos.

 

Conjunto de medidas

 

Não basta apenas tomar o suco detox para diminuir a retenção de líquido, pois, há a necessidade de conjunto de medidas para melhorar os efeitos sobre a retenção hídrica, bem como, evitá-la.

Tomar, destarte, sucos deste tipo não fará efeito se a pessoa continuar consumindo, por exemplo, alto teor de sódio.

https://www.dicasdetreino.com.br/receitas-de-suco-detox-para-diminuir-a-retencao-de-liquidos/

 

Chás diuréticos

 

Vários tipos de chá ajudam a desinchar.

Trata-se de chás diuréticos, cujos ingredientes ajudam a combater o inchaço de forma natural, livrando, desta maneira, o organismo do excesso prejudicial do líquido retido.

 

  • Chá-verde com abacaxi

Possui excelente ação diurética, tornando-se, portanto, bebida potente para desinchar. Ademais, o chá-verde também possui propriedades antioxidantes, enquanto que o abacaxi melhora bastante a digestão.

  • Salsinha

Mesmo que seja mais conhecida como tempero, o chá de salsinha melhora a digestão e diminui os índices de ácido úrico.

Indicada é, pois, para combater o inchaço nas pernas, porque a ação diurética é praticamente instantânea, uma vez que estimula os rins na liberação do excesso de líquidos, prevenindo, com isto, a retenção.

 

Outros chás diuréticos

 

  • Cavalinha

Por se tratar de uma das melhores ervas diuréticas, já que livra o corpo do excesso de água, mas, filtra e preserva os minerais essenciais, funciona como espécie de drenagem linfática natural.

Além disto, a possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. A indicação é não consumir mais do que duas xícaras por dia.

  • Cabelo de milho

Conhecido, também, como barba de milho, é excelente chá para controlar o inchaço porque alivia a retenção de líquido.

Com propriedades anti-inflamatórias é indiciado, igualmente, para o controle da cistite, pois aumenta a produção de urina, já que é diurético. Não deve ser consumido, contudo, por grávidas.

 

  • Hibisco

Erva bastante conhecida por quem faz dieta de emagrecimento. Além da ação diurética, que ajuda no combate ao inchaço e à retenção de líquido, o hibisco também é termogênico porque melhora o metabolismo.

Também é ótimo digestivo e laxante.

Mais outros chás diuréticos

 

  • Gengibre, canela e limão

É termogênico porque estimula o organismo a queimar calorias, acelerando o metabolismo.

É bastante recomendado para o período pré-treino, pois serve para gerar energia.

Paralelamente, ainda, auxilia a “queima” de gordura corporal.

Possui, igualmente, ações antioxidante, anti-inflamatória e digestiva.

  • Dente-de-leão

Carregado de bons nutrientes, auxilia a desinchar. É indicado, por isto, para quem sofre de gota ou reumatismo, já que alivia o inchaço de mãos, braços, pernas e pés.

 

  • Chapéu-de-couro

Extraordinário anti-inflamatório natural. Indicado para quem sofre de inflamações cutâneas, como, por exemplo, espinhas.

Sendo também digestivo é, portanto, excelente para quem sofre de gastrite.

 

Ainda outros chás diuréticos

 

  • Erva-doce

Ótimo remédio caseiro para acabar com a retenção de líquidos, uma vez que possui substâncias que ajudam a eliminar os líquidos que estão em excesso nas células, através da urina.

Excelente opção para quem sofre de prisão de ventre e excesso de gases intestinais, porque a planta possui propriedades que ajudam as contrações dos intestinos, facilitando o funcionamento deles, bem como, ainda, a eliminação de fezes.

 

  • Chá de alecrim

Planta possuidora de excelentes propriedades diuréticas que, por esta razão, pode ser usada para diminuir a retenção de líquidos.

Deve ser evitado, entretanto, por crianças, grávidas e homens com problemas na próstata.

Pode causar irritação do estômago quando consumido em excesso, portanto, precisa, igualmente, ser evitado por quem tiver problemas gastrointestinais.

 

https://blog.tudogostoso.com.br/materia/chas-diureticos/

Efeito drenante

 

Os chás, por si só, já aumentam a produção de urina e, por isto, todos podem ajudar a combater a retenção de líquidos, combatendo o inchaço corporal.

Certas plantas medicinais, no entanto, quando usadas em forma de chá, têm poderoso efeito drenante (elimina gordura), como é o caso, por exemplo, da erva-doce, da cavalinha e do alecrim.

 

Cuidado com a duração do uso de chá

 

Qualquer chá, para ser usado por mais de uma semana, precisa ser indicado por especialista (médico), já que alguns deles, especialmente os drenantes, podem causar alterações no equilíbrio de minerais, afetando a saúde.

 

Recomendação básica final

 

Para aumentar o efeito de qualquer remédio natural (caseiro), torna-se importante diminuir a ingestão de sal, adotar dieta equilibrada, além, é evidente, de fazer atividades físicas regulares, como, por exemplo, caminhar, correr ou pedalar.

 

Sucesso na empreitada

 

Bons resultados a todos os que buscam (ou buscarão) evitar a retenção de líquidos neste verão!

VIVA FELIZ e SAUDAVELMENTE!