A suplementação alimentar no auxílio ao emagrecimento

 

 

Emagrecer não é tarefa impossível e, neste particular, a suplementação alimentar auxilia o emagrecimento

Com rotina disciplinada de exercícios físicos, dieta certa e o uso de suplementos adequados há a possibilidade de gerar a perda de gorduras localizadas sem grandes complicações.

A suplementação alimentar é forte aliada ao processo de emagrecimento físico.

 

O que são suplementos alimentares

 

Os suplementos alimentares são preparações destinadas a complementarem a dieta e a fornecerem nutrientes como vitaminas, minerais, fibras, ácidos graxos ou aminoácidos para suprirem eventual falta no organismo.

Cuidado, muito cuidado!

 

Há, no entanto, suplementos alimentares que prometem aumentar músculos, dar mais energia e até eliminar a gordura extra de maneira rápida.

Por esta razão, muitas pessoas utilizam estes produtos acreditando que vão alcançar imediatamente os objetivos, como aumentar o desempenho em treinos, obter melhores resultados ou, até, emagrecer de forma bem rápida.

Segundo especialistas, contudo, agir desta forma é erro grave, já que a suplementação alimentar só causa efeitos em longo prazo e não de imediato.

O consumo de suplementos precisa ter a prescrição e o acompanhamento de profissional.

 

Recomendação importante

 

 

Pelo motivo exposto, é preciso, antes de usar qualquer tipo de suplemento alimentar, analisar cada tipo de produto e saber o modo correto para ser usado.

E, de semelhante maneira, definir qual é o suplemento adequado a ser utilizado, de acordo com o objetivo a ser pretendido.

 

Suplementos alimentares para emagrecer

 

Existem suplementos que ajudam a acelerar o metabolismo do corpo, auxiliando o processo de perda de peso.

Isto ocorre em razão da quantidade de pó de guaraná ou de cafeína que contêm. Importante, no entanto, se torna lembrar que qualquer destas substâncias precisa ser consumida com moderação.

Se consumidas em excesso podem gerar doenças graves, conforme alertam nutricionistas.

A suplementação alimentar ajuda a emagrecer com saúde.

 

 

Carga de exercícios

 

Mesmo que seja recomendado o uso adicional de suplementos, ainda assim, o tempo que cada pessoa leva para perder peso depende da alimentação e da carga de exercícios físicos.

 

Promessa ilusória

 

Existem vários tipos de suplementos alimentares para emagrecer que prometem perda de peso, porém, poucos são eficazes. Por isto, é necessário ter muita atenção quando for decidido usar produto do gênero.

Isto decorre do fato de que muitos dos suplementos NÃO foram submetidos a testes clínicos para determinar se eles realmente têm algum benefício.

Sendo assim, o usuário de suplemento deste tipo não deve esperar obter grandes resultados.

O melhor, realmente, é ter cuidado na hora de comprar o suplemento alimentar, atentando para o fato de o mesmo produzir, efetivamente, os benefícios anunciados.

Além disto, paralelamente ao uso de suplemento, o recomendado é focar esforços nos treinos e na reeducação alimentar para atingir os objetivos.

 

Suplementos alimentares para ganhar massa muscular

 

Se a finalidade do consumo de suplementos é fortalecer músculos, há a recomendação da associação a exercícios físicos e a dieta balanceada porque não existe milagre.

O ideal é cuidar da alimentação e intensificar a prática de exercícios físicos específicos, paralelamente ao consumo de suplementos.

Suplemento alimentar sozinho, sem a prática de atividade física e da adoção de alimentação adequada, não vai gerar “ganho” de massa muscular.

Não se pode esquecer, também, que o treinamento é questão primordial para aumentar músculos.

Alimentação adequada para o pré e pós-treino, igualmente, tem importância capital para atingir os objetivos.

A suplementação alimentar tem grande importância no auxílio ao emagrecimento.

Consumo de proteína

 

Consumir suplementos de proteína ajuda, mas, só quando existe a deficiência do nutriente no organismo, ou, quando não é possível adequar a alimentação.

Importante, entretanto, é atentar para o fato de que só nutricionista, ou outro especialista do ramo, pode fazer este diagnóstico.

Os suplementos se tornam eficientes quando não se consegue consumir a quantidade necessária de proteínas no dia-a-dia, seja por restrições alimentares, seja pela falta de tempo. Neste caso, suplementos como o Whey Protein apresentam resultados positivos, de acordo com informação de especialistas.

 

Suplemento vitamínico mineral

 

Polivitamínicos são aliados importantes da boa saúde e do perfeito funcionamento do sistema imunológico.

As vitaminas não podem faltar na dieta, mas, segundo o IBGE, 98% da população brasileira não ingerem a quantidade ideal de vitaminas por dia, enquanto que 92% não comem frutas com frequência.

Outro dado alarmante, divulgado pela Organização Mundial da Saúde, é o de que mais de 190 milhões de pessoas no mundo sofrem com carência de vitamina A, o que pode causar cegueira, baixa imunidade e a falta de proteção contra radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento das células.

A suplementação alimentar tem importante  o auxílio ao emagrecimento.

 

“Fome oculta”

 

Bastante comum é pensar que a dieta que está sendo seguida é totalmente adequada ao organismo. Existe, entretanto, a chamada “fome oculta”, síndrome que atinge muitas pessoas.

É caracterizada por deficiência nutricional que não apresenta sintomas claros, mas que, em longo prazo, pode causar consequências graves à saúde.

Para evitar esta carência, é possível recorrer ao uso de suplementos de vitaminas e de minerais, já que elas oferecem complementação à série de nutrientes, conforme recomendam nutrólogos.

 

Utilidade de polivitamínicos

A suplementação alimentar auxilia o emagrecimento

Alguns organismos, em função da alimentação inadequada, carecem de dose complementar de vitaminas, ou de minerais.

Muitas vezes, esta necessidade acontece porque apenas pequena quantidade é gerada por alimentação desequilibrada ou insuficiente.

Para compensar a insuficiência de minerais e de vitaminas, resultantes de alimentação desbalanceada, surgiram polivitamínicos compostos por vários minerais e vitaminas.

O cuidado é para que a suplementação deles seja feita em pequenas doses, apenas para completar o que faltou na alimentação.

 

Situações recomendadas

 

Há situações para as quais são indicados complementos, suplementos ou doses de vitaminas. Veja!

  • Indivíduos que fazem atividade física intensa e com frequência devem tomar doses suplementares de vitamina C (até 500 mg/dia), já que durante a atividade física intensa ocorre produção endógena excessiva de radicais livres (estresse oxidativo), havendo a necessidade de produção compensatória de enzimas antioxidantes.

A vitamina C tem esta finalidade, porque auxilia a produção destas enzimas.

 

  • Para o mesmo grupo de pessoas também é interessante tomar doses complementares de vitaminas do grupo B, caso da tiamina, riboflavina, niacinamida, ácido pantotênico e piridoxina, porque são usados pelas células para a produção de energia, ocorrendo de forma mais intensa durante atividades físicas extenuantes.

 

  • Mulheres que pretendem engravidar podem fazer uso prévio de doses suplementares de ácido fólico (5 mg/dia) alguns meses antes de iniciar a gestação, com orientação de ginecologista ou de obstetra, já que diminui o risco de má formação fetal.

As gestantes devem fazer uso de suplementos de ferro para evitar a anemia durante a gestação.

 

  • Vegetarianos estritos devem tomar doses complementares de vitamina B12 para evitar a carência do nutriente em longo prazo.

 

  • Mulheres que entram na menopausa precisam fazer uso de doses complementares de cálcio e vitamina D para diminuírem o risco de osteoporose.

 

  • Crianças que nascem de mães desnutridas ou endêmicas para deficiência de vitamina A devem receber injeção intramuscular de doses de vitamina A para evitar deficiência imunológica e a perda da visão.

Importante, sempre, é não esquecer que o uso de vitaminas e de minerais deve ser orientado por profissional especializado.https://prosaudelojas.com.br/alimentos-que-aceleraram-o-metabolismo/

Avaliação individual

 

A recomendação é a de que seja feita avaliação individualizada de cada pessoa, definindo a dose adequada, o tempo de uso, respeitando eventuais contraindicações para evitar o risco de efeitos colaterais, (como qualquer medicamento), antes de indicar o consumo de suplemento alimentar.

Suplementos substituem a alimentação?

 

Suplementos têm vitaminas e proteínas que fazem bem para o coração, os rins, o fígado e músculos, mas, mesmo assim, eles não substituem a alimentação.

Os suplementos prontos (industrializados) representam solução segura e acessível para quem busca equilíbrio e melhora da imunidade corporal.

Qualquer suplemento alimentar, por melhor que é, não é capaz de substituir boa dieta alimentar ou tratamento médico específico.

Útil para suplementar

 

Como o próprio nome diz, suplemento é algo que existe para completar, sendo, portanto, complemento alimentar e não substituto alimentar.

Os suplementos são indicados para pessoas que apresentam grande carência de determinado nutriente.

A suplementação alimentar ajuda o emagrecimento

 

Funções cumpridas

 

Em geral, todavia, alimentação equilibrada faz este papel, seja para prática de exercícios ou para as atividades do dia-a-dia.

Em alguns casos, entretanto, os suplementos precisam ser usados para proteger e fortalecerem o sistema imunológico e, também, para manterem a massa muscular.

Isto ocorre com a complementação de vitaminas e de proteínas, incrementando a dieta.

 

Cuidados com suplementos alimentares

Antes de optar por suplementação alimentar é importante saber a qualidade do que vai ser consumido, assim como é importante saber, igualmente, escolher os alimentos a serem consumidos.

Prescrição de profissional

 

O uso ideal de suplementos alimentares é consumi-los com indicação e dose correta definidas por profissional da área de Saúde, seja para complementar eventual falha na alimentação, seja para suplementar os casos da necessidade de emagrecer ou de ganhar massa muscular.

A recomendação e a dose devem ser prescritas por médico ou nutricionista.

 

Alerta contra excessos

 

Alerta especial diz respeito aos excessos, uma vez que exagerar na dose pode gerar consequências danosas ao organismo.

No caso das proteínas, por exemplo, o exagero pode causar sobrecarga aos rins.

https://www.hcor.com.br/imprensa/noticias/suplementos-alimentares-para-que-servem-e-quando-tomar/

 

Para que servem os suplementos

A suplementação alimentar é importante para o processo de emagrecimento

Importante se torna saber quais são e para o que servem os suplementos alimentares.

Nutricionistas e endocrinologistas, entre outros profissionais, estão habilitados a prestarem orientações sobre os benefícios e a importância dos suplementos.

São indicados para a pessoa ganhar massa magra, ter mais energia, auxiliar o processo de emagrecimento, aumentar a imunidade, controlar a insulina e, até aumentar a libido.

Suplementos alimentares para quem quer emagrecer

 

Na verdade, suplementos são, muitas vezes, eficientes para gerar a perda de peso. A ressalva, todavia, é a de que seja feita a escolha certa.

Perder peso é esforço multidisciplinar, porque há a necessidade de equilibrar a dieta, manter sob controle a ansiedade, realizar atividades físicas e, sobretudo, escolher os suplementos alimentares corretos.

Nutricionistas esclarecem que é preciso escolher o suplemento conforme o objetivo final a ser atingido.

Os suplementos deste gênero mais populares são:

https://prosaudelojas.com.br/alimentos-nocivos-a-imunidade/

Whey Protein

 

Suplemento proteico feito à base de proteína extraída do soro do leite. Usado para ganhar massa muscular, porque contém proteínas de alto valor biológico que contribuem para a reparação do músculo que sofre microlesões durante a prática de exercícios.

Com a ajuda da proteína, a fibra muscular é reparada, ficando maior e mais forte.

Proteína de rápida absorção auxilia o fortalecimento de músculos e gera ganho de massa muscular.

 

Versões whey

 

Há diferentes versões whey para atender as necessidades e prioridades de cada indivíduo.

 

        • Whey Isolado: obtido a partir do soro do leite. Possui alto valor biológico e pequena quantidade (ou, até ausência)            de carboidratos e gordura.

         • Hidrolisado: passa por processo de hidrólise no qual as cadeias de proteína são quebradas em segmentos ainda           menores (peptídeos), proporcionado maior rapidez de absorção.

 

  • Concentrado: produzido através de ultrafiltragem, mantém moléculas grandes de proteína e contém gordura e lactose. A capacidade de absorção é mais lenta, podendo ser absorvido em até 80% pelo organismo.

 

  • Whey vegano: composto por proteínas vegetais para atender público que não consome proteína animal ou, possui alergia alimentar. Proteína de alto valor nutricional e de boa digestibilidade.

 

BCAA (Branched Chain Amino Acids = Aminoácidos de Cadeia Ramificada)

 

Formado por três aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo organismo: valina, leucina e isoleucina. Ajudam as células a produzirem proteínas. Participam do processo de produção de energia durante a prática de atividade física, principalmente de exercícios de longa duração, evitando a fadiga central.

Os referidos aminoácidos (leucina, isoleucina e valina) estão presentes em 19% das proteínas musculares.

Como os BCAAs são metabolizados nos músculos, e não no fígado, eles fornecem energia durante o exercício prolongado.

 

Glutamina

 

Constituída por aminoácidos não-essenciais, que são produzidos naturalmente pelo corpo, são indispensáveis ao organismo.

Estes aminoácidos formam blocos de construções das proteínas que beneficiam o transporte de nitrogênio até os músculos. Beneficia, portanto, o processo de ganho de massa magra.

Também exerce papel importante no sistema imunológico.

 

Creatina

 

Aminoácido presente tanto nos alimentos de origem animal quanto no organismo humano, que o produz. Suplementos de creatina são especialmente indicados para praticantes de atividades físicas de alta intensidade.

Pode ser obtida através do consumo de peixes de escamas e outros alimentos, sendo que a suplementação gera aumento de até 20% nas concentrações musculares, potencializando o desempenho durante a atividade física.

Aumenta a força muscular e auxilia o ganho de massa muscular.

Como efeito negativo, provoca retenção hídrica.

 

Ômega-3

 

Os ácidos graxos ômega-3 são excelentes para a melhora do sistema imunológico, prevenindo doenças cardiovasculares.

Também garantem o bom funcionamento do cérebro e ajudam a performance durante atividades físicas, elevando a potência aeróbica e a força muscular.

Os peixes de águas frias, como o salmão, e a semente de linhaça, são as melhores fontes da substância, que também é encontrada em cápsulas, como forma de suplementação.

Colágeno hidrolisado

 

Suplemento alimentar obtido a partir de ossos e de cartilagens de origem bovina pode ser utilizado para promover a produção de colágeno pelo corpo.

O colágeno melhora a qualidade da pele, de unhas e do cabelo. Auxilia o fortalecimento de articulações e é coadjuvante em tratamentos da osteoporose.

 

Vitamina D

 

Tem como principal função auxiliar a absorção do cálcio pelos ossos, regulando o metabolismo ósseo e os volumes apropriados de cálcio e de fósforo que circulam no sangue.

Também fortalece o sistema imunológico. Cumpre importante função na saúde vascular, além de prevenir o envelhecimento precoce.

 

Zinco quelado

 

Mineral com papel primordial para o bom funcionamento do organismo. Age no sistema imunológico e reprodutor, no metabolismo das proteínas e dos carboidratos.

 

Picolinato de cromo

 

Auxilia a manutenção dos níveis apropriados de glicemia durante o treino, já que modula a secreção de insulina.

Pelo mesmo motivo, também ajuda o emagrecimento, já que o excesso de insulina produz ganho de peso.

 

HMB (ácido hidroximetilbutirico)

 

Rico em cálcio e fósforo ajuda a contração muscular, propiciando efeito anticatabólico, não permitindo a destruição de massa magra no pós-treino.

 

Palatinose

 

Carboidrato de rápida absorção que gera energia e fornece o aporte de glicose durante o treino.

 

DHEA

 

Com a comercialização proibida no Brasil, é bastante comercializado nos EUA e Europa. Promove o aumento da libido e melhora a disposição para treinar.

Como precursor da testosterona, gera discreto aumento de massa magra e a diminuição da gordura corporal.

 

Maca peruana

 

Suplemento com fama de afrodisíaco melhora a libido tanto em homens quanto em mulheres.

De semelhante modo, melhora, igualmente, os níveis de testosterona sanguíneos, aumentando, em consequência, a disposição para o dia-a-dia e para a prática de exercícios físicos.

 

CLA (ácido linoleico conjugado)

 

O CLA, por representar conjunto de isômeros do ácido linoléico, tem sido considerado potente agente antiobesidade pelas propriedades moduladoras no metabolismo lipídico.

Produto com múltiplas funções controla os níveis de insulina no sangue, auxilia a redução da gordura abdominal, promove alteração positiva nas proteínas ligadas ao metabolismo das gorduras e melhora as taxas de colesterol e de triglicerídeos.

Também gera aumento para a “queima” de gordura e ganho discreto de massa muscular.

 

L-cartinitina

 

Consumido antes da prática de atividades aeróbicas, acelera o uso da gordura corporal como fonte de energia, melhorando, por extensão, a capacidade física durante o exercício físico.

Atua como auxiliar na perda de peso.

A suplementação com a substância é indicada para vegetarianos, que apresentam, de modo natural, taxas mais baixas da substância no organismo.

 

https://gnt.globo.com/bem-estar/noticia/os-cinco-melhores-suplementos-alimentares-para-quem-quer-emagrecer.ghtml

 

Quem pode usar suplementos?

 

De maneira em geral, todas as pessoas podem realizar a suplementação, seguindo, no entanto, indicação de profissional de Saúde.

Não é difícil encontrar, por exemplo, pessoas que seguem dietas vegetarianas ou veganas se valendo da suplementação para garantirem a ingestão de todos os nutrientes necessários para a manutenção da saúde perfeita.

 

Perigo dos excessos

 

Usados de forma abusiva, excessiva, os suplementos podem gerar malefícios, caso, por exemplo, de dor de cabeça, fadiga e tontura.

O excesso de vitaminas no organismo pode, de igual modo, levar a intoxicação. Acontece que algumas vitaminas servem de depósito e ficam no organismo, caso das vitaminas A, B, E e K.

 

Riscos da autossuplementação

 

Quando o uso de suplementos alimentares não for indicado por pessoa qualificada, ele pode causar graves problemas de saúde, caso, por exemplo, do chá de picão-preto e o de Aloe vera, que podem provocar hepatite.

Conheça outras doenças que podem ser causadas por suplementos alimentares quando forem usados inadequadamente. Veja!

< Icterícia.

< Náuseas.

< Vômitos.

< Urina escura.

< Mudança na cor das fezes.

< Fadiga.

< Coceira na pele.

 

Fígado e rins

 

Além disto, o uso de suplementos sem indicação médica representa outros riscos para a saúde, afetando o fígado e os rins, que estão na lista dos órgãos mais prejudicados.

Isto acontece porque a maioria dos suplementos apresenta grande quantidade de proteínas que sobrecarregam estes dois órgãos.

https://prosaudelojas.com.br/produtos-naturais-no-combate-a-depressao/

Excesso gera ganho de peso

 

Se forem consumidos em excesso, os suplementos podem gerar ganho de peso e de gordura corporal.

Quando combinados à alimentação inadequada, eles aumentam a quantidade de calorias que não conseguem ser transformadas em massa muscular, especialmente, quando ocorre sobrecarga de nutrientes, como, por exemplo, as proteínas, segundo explicam nutricionistas.

https://www.google.com.br/search?lei=5glFX7W0KO695OUPsIuu

 

Dificuldade de absorção de nutrientes

 

Suplementos apenas devem ser usados sob orientação profissional.

Existem muitas fórmulas, com diversos ingredientes.

É preciso avaliar qual é a necessidade real da utilização. Há pessoas, por exemplo, que apresentam dificuldade de quebra de comidas e absorção de nutrientes. Para elas é recomendada a utilização dos suplementos alimentares, conforme indicam profissionais.

 

 

 

Categorias de suplementos alimentares

 

Existem seis categorias de suplementos alimentares. Acompanhe!

 

Hipercalóricos

Suplementos que possuem alto teor de calorias. São compostos por carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais.

Equivalem a uma refeição completa.

 

Proteicos

Ricos em proteínas, que podem ser encontradas em formas concentradas, hidrolisadas e isoladas. São empregados para a recuperação muscular após treinamento de força.

 

Termogênicos

São ricos em substâncias que aceleram o metabolismo (guaraná, Citrus aurantium, inositol, etc.). São úteis para a perda de peso e de gordura corporal.

 

Antioxidantes

Vitaminas e minerais que agem como antioxidantes. Exercem a função de combater os radicais livres produzidos durante o exercício.

 

Polivitamínicos e minerais

Indicados para as pessoas que precisam da complementação de vitaminas e minerais para as atividades do dia-a-dia.

 

Hormonais

São substâncias precursoras de hormônios.

 

Suplementos para ter mais energia

 

Para fazer uso de suplementos que garantam o aumento de energia é preciso ter, antes de tudo, as indicações e a prescrição médica ou de outro profissional da área. Aliás, isto acontece em todos os demais casos de uso da suplementação alimentar.

Sendo difícil, contudo, para se livrar dos problemas do dia-a-dia, pode-se buscar a ajuda profissional, nutricionista, por exemplo, já que ele(a) pode indicar o suplemento ideal para cada situação.

Em alguns casos, como de pessoas que apresentam baixa ingestão de carboidratos, podem ser usados suplementos para aumentarem a energia.

 

Suplementos à base de vitaminas C e B

 

De acordo com orientações especializadas, os suplementos para garantir energia são produzidos à base de vitaminas C e do complexo B.

A maioria dos suplementos se resume nestas vitaminas, mas, há alguns outros que apresentam carboidratos com índice glicêmico para proporcionar rápida reposição do glicogênio muscular, que é a fonte de energia armazenada nos músculos.

 

Sem fórmula “mágica”

 

Não existem fórmulas “mágicas” para alcançar o emagrecimento saudável.

O segredo é ter muita determinação para praticar exercícios físicos, principalmente os aeróbicos.

Além, é claro, de perseverar no uso de dieta rigorosamente adequada. E, também, o uso eventual de suplementos.

 

Bebidas para “queimar” gorduras e emagrecer

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda consumir no mínimo dois litros de água por dia, hábito que ajuda a emagrecer.

Importante, nesta questão, é variar e acrescentar líquidos que ajudarão a eliminar gordura e diminuírem a retenção de líquidos.

Entre os líquidos que são capazes de ajudar o processo de emagrecimento, o destaque fica com:

 

  • Água de coco

Por ser oxidante é boa para todas as pessoas, independente da prática de exercícios físicos.

É melhor consumir a água pura do coco. A bebida é encontrada na forma industrializada, mas, neste caso, importante é conferir o prazo de validade.

 

  • Suco verde

Deve ser feito utilizando vegetais verdes crus. É permitido abusar da criatividade e experimentar variadas combinações, como, por exemplo, couve, espinafre, aipo, agrião, e todos os tipos de hortaliças. Só não pode usar açúcar.

  • Água com limão

De preferência, tomar em jejum, pela manhã. O ideal é consumir a água morna, porque melhora a saúde corporal, inclusive, a pele.

 

  • Alcachofra

Vegetal com maior poder diurético, libera a retenção de líquidos. Ótimo também para o fígado.

 

  • Chá branco

Reduz o colesterol e “queima” gorduras.

Pode ser tomado de três a quatro vezes ao dia.

 

       •   Gengibre

Por ser termogênico, ajuda a combater problemas hormonais, estresse, além de “queimar” as gorduras do abdômen.

 

  • Água de canela e maçã

Possui forte efeito na liberação de toxinas, porque é diurética. Ajuda a perder peso. A recomendação é tomar um litro por dia. Auxilia a reduzir o colesterol.

 

https://lifestyle.uai.com.br/saude/7-bebidas-para-queimar-gorduras-e-emagrecer/

 

Combinação de ações

 

Dieta saudável e balanceada, atividades físicas regulares e eventual suplementação alimentar adequada são ações que precisam ser combinadas para que o processo saudável de emagrecimento tenha sucesso.

Muito além do valor calórico de cada alimento é preciso prezar pelo valor nutricional dele, observando, por exemplo, a presença de nutrientes como vitaminas e minerais, contemplando todos os grupos alimentares nas refeições.

Adotando esta fórmula, dificilmente acontecerá o excesso de gordura corporal e, por consequência, o sobrepeso ou, até mesmo, a obesidade.

Caso não seja alcançado o peso e a massa muscular ideais com a alimentação corriqueira, do dia-a-dia, é possível recorrer aos suplementos alimentares para alcançar peso recomendado considerando altura, idade e biotipo.

Neste processo todo não pode ser esquecida a importância da atividade física regular.

Pirâmide alimentar

 

Oito grupos de alimentos são classificados segundo a pirâmide alimentar:

> Carboidratos.

> Vegetais.

> Frutas.

> Carnes.

> Leite.

> Leguminosas.

> Gorduras.

> Açúcares.

Cada um destes grupos desempenha função própria e cada qual tem importância para a saúde.

No entendimento de alguns especialistas, a recomendação é a de que cada grupo de alimentos deve ser inserido na dieta em níveis adequados para favorecer o emagrecimento.

 

Não há rotina ideal

 

Em decorrência da multifatoriedade, não é possível estabelecer rotina única como sendo a ideal para todos visando ao emagrecimento com saúde.

Acontece que alguns tipos de organismo podem ter melhor afinidade com determinada dieta, prática de exercício ou suplemento.  Com outros, todavia, não ocorre o mesmo.

 

Última recomendação

 

O mais importante é que para cada iniciativa de emagrecimento aconteça o acompanhamento profissional da área da Saúde.