Novembro Azul: sinal de alerta para a saúde masculina

 

Homens que precisam ir ao banheiro muitas vezes ao dia e mais do que duas vezes por noite, que sentem urgência miccional, que precisam se esforçar para esvaziar a bexiga por completo e que precisam ficar muito tempo no banheiro para o ato de micção, precisam que ficar atentos. Muito atentos.

Cuidados representam saúde masculina. A prevenção é fundamental para a saúde integral do homem.

Importante campanha é realizada todos os anos no mês de novembro para alertar integrantes do sexo masculino sobre a necessidade da adoção de cuidados com a saúde, especialmente, no que tange à próstata.

Sob o título Novembro Azul: sinal de alerta para a saúde masculina, a campanha é realizado em todo o território brasileiro.

Estas dificuldades, geralmente, apontam para sinais da falta de saúde da próstata.

Este é, em síntese, o objetivo principal da campanha Novembro Azul, que tem, portanto, a finalidade de servir como sinal de alerta para chamar a atenção dos homens para a necessidade de cuidarem da saúde de forma integral, sem medo, sem vergonha, sem temores.

 

Dentro da normalidade

 

É normal homens enfrentarem problemas de próstata à medida que envelhecem, especialmente, depois dos 50 anos.

Os efeitos são deprimentes e irritantes, por isto, é preciso começar os cuidados bem antes desta idade.

 

Funções da próstata

 

O câncer de próstata é tumor que afeta a glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Precisa, pois, de muitos cuidados e acompanhamento permanente.

A próstata não é responsável pela ereção, nem pelo orgasmo.

Sua função é produzir líquido (fluido seminal) que compõe o sêmen e que nutre e protege os espermatozoides.

Em homens jovens, a próstata possui o tamanho de uma ameixa, mas, o tamanho aumenta com o avanço da idade.

A glândula faz parte do aparelho reprodutor do homem.

A função dela, pois, é uma só durante toda a vida: fabricar o líquido prostático, que protege os espermatozoides e os torna mais capazes na hora da reprodução.

 

Fatores desencadeadores

 

A idade, o histórico familiar, a raça, as alterações na próstata, as doenças sexualmente transmissíveis, o sedentarismo, a inatividade e a dieta alimentar inapropriada são, por esta razão. os principais desencadeadores do câncer da próstata, uma das doenças que mais afetam os homens.

 

Sintomas

 

Na fase inicial, o câncer de próstata pode não apresentar sintomas, mas, quando apresenta, os mais comuns são:

  • Dificuldade de urinar.
  • Demora em começar e terminar de urinar.
  • Sangue na urina (hematúria).
  • Diminuição do jato de urina.
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia e à noite

 

Alívio, pelo menos

 

Eliminar, ou pelos menos aliviar, problemas de próstata doente é o que mais almejam os homens que sofrem do mal, porque as complicações da próstata incomodam bastante, culminando em morte se não forem tratadas adequadamente em tempo.

 

Campanha Novembro Azul

 

Logo após a campanha Outubro Rosa, realizada para alertar mulheres sobre a necessidade da prevenção ao câncer de mama, em novembro, no Brasil, é desenvolvida a campanha Novembro Azul.

Ela tem, pois, a finalidade de conscientizar homens sobre a importância de serem protagonistas de sua saúde, cuidando dela de maneira integral.

 

Ações de alerta

 

Durante todo o mês de novembro são realizadas inúmeras ações para alertar os homens sobre a importância de adotar hábitos saudáveis, do diagnóstico precoce e da realização dos exames necessários para detectar eventual câncer de próstata. Homem, portanto, muita atenção e participação.

 

Quebrar tabu

 

A campanha Novembro Azul contribui para quebrar tabu e divulgar informações importantes sobre o câncer de próstata.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada 38 minutos, um homem morre no Brasil por causa do câncer de próstata. Por isto, o perigo é constante e demanda, portanto, atenção redobrada.

Quando a doença se instala, os sintomas são severos, caso da insuficiência renal, da infecção generalizada e dores nos ossos.

A mortalidade por este tipo de doença é alta e ceifa a vida de 28,6% dos que desenvolvem neoplasias malignas.

 

Situação no Brasil

 

A doença é responsável por 6% do total de óbitos de homens no Brasil.

Se descoberto precocemente, o câncer de próstata tem 90% de chances de cura.

Evitar, portanto, os fatores de risco e aumentar os fatores de proteção são atitudes essenciais à vida.

 

Comum no Brasil

 

Muitos casos deste tipo de câncer são registrados todos os anos no Brasil.

Com risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens, o câncer de próstata é a segunda causa de morte por câncer em homens no Brasil, com mais de 14 mil óbitos por ano. Fica atrás, apenas, dos casos de câncer de pele não-melanoma.

 

Adoção de providências

 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) está comprovado que a adoção de atitudes ajuda a reduzir o risco de câncer e de outras doenças crônicas não-transmissíveis, caso, por exemplo, do diabetes e de doenças cardiovasculares (hipertensão, derrame, infarto de miocárdio).

 

Cultura da negligência

 

Detalhe preocupante sobre o câncer de próstata é o que vai além da mortalidade. Existe cultura de negligência e preconceito contra os exames de prevenção.

Neste sentido, a campanha Novembro Azul é importante, já que atua para alertar e incentivar a população masculina a cuidar da saúde.

 

Novembro Azul, ação para cuidar da saúde

 

O que é o câncer de próstata e porque é preciso se preocupar com ele. Fatores de risco. Sintomas. Diagnóstico. Prevenção. Tratamento. Doenças que mais afetam os homens.

Estes são alguns aspectos abordados pela campanha Novembro Azul, ação de grande importância, uma vez que é realizada para lembrar os homens sobre a necessidade que têm de cuidar da saúde.

 

Informações sobre a saúde masculina

 

O Novembro Azul é movimento que surgiu no Brasil e se espalhou para mais de 20 países nos últimos anos.

Criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, a campanha, realizada durante todo o mês, tem, pois, a finalidade de prestar informações sobre a saúde masculina e a prevenção contra doenças, especialmente, o câncer de prostático.

 

Similar ao Outubro Rosa

 

Assim como no Outubro Rosa, iniciativa que chama a atenção de mulheres para o perigo do câncer de mama, durante o Novembro Azul, diversas instituições chamam a atenção iluminando as fachadas com a cor do mês, além de promoverem debates, campanhas de exames e consultas em massa com foco na saúde do homem, demonstrando, destarte, a importância que ela possui.

 

Duas campanhas, uma mesma mensagem

 

Tanto o Outubro Rosa quanto o Novembro Azul têm a mesma mensagem: cuidar da saúde e prevenir doenças.

Mulheres e homens, por este motivo, precisam estar atentos e fazerem o que as respectivas campanhas sugerem.

Extrapolando objetivos

 

Mesmo tendo nascido com o objetivo de chamar a atenção para o câncer de próstata, o Novembro Azul é, atualmente, evento mais abrangente, que visa a quebrar paradigmas do homem em relação à saúde em todos os sentidos. Tem, portanto, significação redobrada.

Trata-se, portanto, de meio importante para dar visibilidade às ações de saúde do homem, já que, praticamente, durante o mês, em todos os municípios brasileiros, é trabalhada a perspectiva de levar o homem a buscar a saúde integral.

 

Assintomático, às vezes

 

O câncer de próstata, também conhecido como carcinoma da próstata, apresenta sintomas que incluem dificuldade em urinar.

Acontece, todavia, também, que, às vezes, o carcinoma não apresenta nenhum sintoma.

Situação que torna a doença ainda mais grave e preocupante.

 

Lentos ou agressivos

 

Alguns tipos de câncer de próstata crescem lentamente. Em alguns destes casos é recomendado o monitoramento.

Outros tipos, contudo, são agressivos e necessitam de radioterapia, cirurgia, terapia hormonal, quimioterapia ou outros tratamentos.

O câncer de próstata, na maioria dos casos, cresce de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem.

Em outros casos, porém, cresce rapidamente, se espalha para outros órgãos e causa a morte, efeito conhecido como metástase.

 

Omissão prejudicial

 

Embora seja doença comum, por medo, vergonha ou por desconhecimento, muitos homens preferem não conversar sobre o assunto, expondo-se, desta maneira, a riscos que podem lhes causar a morte.

Neste caso, o perigo é ainda maior, já que a doença só será descoberta quando já estiver em situação grave, crônica e, pouco, ou nada, pode ser feito para curá-la.Atenção, portanto, a qualquer sintoma ou indício da doença.

 

Diagnóstico

 

O tratamento do câncer de próstata é feito com auxílio médico, já que requer diagnóstico médico.

De semelhante forma, também requer a realização de exames laboratoriais ou de imagem.

 

Renovação de células

 

As células são as menores partes do corpo humano. Durante toda a vida, elas se multiplicam, substituindo as mais antigas.

Em alguns casos, entretanto, pode acontecer o crescimento descontrolado de células, formando tumores que podem ser benignos ou malignos (câncer).

Trata-se de fato bastante comum que acontece com a próstata.

 

Causas

 

O carcinoma da próstata resulta de vários fatores de risco, a saber:

  • Histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão.
  • Raça: homens negros sofrem maior incidência.
  • Alimentação rica em gordura animal e pobre em alimentos naturais.
  • Sedentarismo.
  • Obesidade.
  • Disfunção hormonal.

 

Fatores de risco

 

Há fatores, igualmente, que contribuem para o aumento das possibilidades do desenvolvimento do câncer de próstata. Eis alguns:

  • Idade: o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada 10 homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.
  • Histórico familiar: homens cujo pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos fazem parte do grupo de risco.
  • Sobrepeso e obesidade: estudos mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal acima do ideal.
  • Alimentação inadequada: dieta desequilibrada, rica em gordura animal, é fator propício para o surgimento do câncer.

 

 Como prevenir o câncer de próstata?

 

Comprovado está que dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer. A recomendação, desta forma, é aderir à receita.

O mesmo também acontece com outras doenças crônicas não-transmissíveis.

 

Hábitos saudáveis

 

Nestas situações, vários hábitos saudáveis são recomendados, como, por exemplo:

>Fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física.

> Evitar o consumo de álcool.

> Não fumar.

Outras causas

 

A poluição ambiental, o contato excessivo com substâncias como o cádmio, chumbo, cromo e ferro e o excesso de estrogênio no organismo também são aspectos que demandam de atenção, pois contribuem para o aparecimento do câncer.

 

Fatores que ajudam a prevenir

 

Entre os fatores que mais ajudam a prevenir o câncer de próstata, portanto, estão:

< Alimentação saudável.

<Peso corporal adequado.

<Atividade física.

 

Doenças benignas da próstata

 

Sintomas também ocorrem por causa de doenças benignas da próstata.

  • HBP – Hiperplasia benigna da próstata – aumento benigno da próstata. Afeta mais da metade dos homens com idade superior a 50 anos e ocorre naturalmente com o avanço da idade.
  • Prostatite: inflamação da próstata, geralmente causada por bactérias.

 

Recomendação MUITO IMPORTANTE

 

Na presença de sinais e sintomas é recomendada, pois, a necessidade de realizar exames para investigar a eventualidade da presença de câncer de próstata.

 

Exames para detectar câncer de próstata

 

Para investigar os sinais e sintomas de câncer de próstata e descobrir se a doença está presente ou não, são feitos, basicamente, dois exames iniciais.

Exame de toque retal: o médico avalia tamanho, forma e textura da próstata, introduzindo dedo protegido por uma luva lubrificada no reto. O exame permite palpar as partes posterior e lateral da próstata.

Exame de PSA: exame de sangue que mede a quantidade da proteína produzida pela próstata – antígeno prostático específico (PSA). Níveis altos desta proteína podem significar câncer, mas, também, doenças benignas da próstata.

 

 

Exame para confirmar diagnóstico do câncer de próstata

 

Para confirmar o câncer de próstata é preciso fazer uma biópsia. No exame são retirados pedaços muito pequenos da próstata para serem analisados em laboratório.

A biópsia, portanto, é indicada caso seja encontrada alguma alteração no exame de PSA ou no toque retal.

 

Frequência dos exames

 

Tanto o toque retal quanto o exame de PSA devem ser realizados todos os anos para monitorar a saúde do órgão e possíveis alterações que ocorrem em forma de infecções, inflamações, hiperplasias e o próprio câncer.

Se identificada alguma anormalidade, a recomendação, portanto, é realizar a biópsia.

 

Homens sem sintomas precisam fazer exames?

 

Alguns especialistas são contra a necessidade de serem feitos exames de rotina de câncer de próstata em homens sem sintomas, já que entendem que eles podem trazer tanto benefícios quanto riscos à saúde.

Outros, no entanto, são a favor.

 

  • Benefícios

Realizar o exame pode ajudar a identificar o câncer de próstata logo no início, ampliando as possibilidades de se alcançar sucesso no tratamento.

Tratar o câncer de próstata na fase inicial evita que se desenvolva e chegue a uma fase mais avançada.

 

  • Riscos

Ter resultado que indica câncer, mesmo não sendo, gera ansiedade e estresse, além da necessidade de novos exames, como a biópsia.

O tratamento pode causar impotência sexual e incontinência urinária.

Os riscos destes exames estão relacionados às consequências dos resultados e não a sua realização.

 

Orientação importante

 

Tanto o Ministério da Saúde, quanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) NÃO recomendam que seja feito o rastreamento do câncer de próstata sem a presença de sinais.

Em outras palavras, isto significa que não é indicado que homens sem sintomas façam os exames.

 

Ajuda profissional

 

Para conhecer os riscos e os benefícios que envolvem a realização dos exames de rotina visando à detecção de câncer de próstata, o ideal, portanto, é conversar com profissional de Saúde para decidir realizar, ou não, os exames.

Tratamento para o câncer de próstata

 

O tratamento do câncer de próstata é feito por intermédio de várias modalidades técnicas, que podem ser combinadas ou não.

A principal delas é a cirurgia, que pode ser aplicada junto com radioterapia e tratamento hormonal, conforme for o caso.

Quando localizado apenas na próstata, o câncer pode ser tratado com cirurgia oncológica, radioterapia e até mesmo com observação vigilante, em alguns casos especiais.

No caso de metástase, ou seja, se o câncer da próstata tiver se espalhado para outros órgãos, a radioterapia é utilizada em conjunto com tratamento hormonal, além de tratamentos paliativos.

 

Escolha pessoal

 

A escolha do melhor tratamento é feita individualmente, por médico especializado, caso a caso, após definir quais os riscos, benefícios e melhores resultados para cada paciente, conforme estágio da doença e as condições clínicas do paciente. Fica evidenciada, aí, portanto, a importância da ajuda médica.

 

Prevenção ao câncer de próstata

 

Há dois pontos principais para a prevenção do câncer de próstata:

  • Realização de exames regulares.
  • Adoção de hábitos saudáveis.

A recomendação é para que sejam adotadas as seguintes providências. Acompanhe!

>Realizar check-up anual.

>Controlar colesterol, diabetes e pressão.

> Praticar exercícios físicos regularmente.

> Manter o peso ideal.

>Não fumar.

>Evitar o consumo de álcool.

>Adotar alimentação equilibrada.

Exames clínicos periódicos

 

Além disto, também se torna essencial que sejam realizados exames clínicos periódicos, como hemograma completo, teste de urina e de IMC, além da verificação do perímetro abdominal.

O exame para detecção do câncer de próstata, portanto, deve ser realizado a partir dos 50 anos de idade, mas, antes disto, o homem já pode se consultar com urologista.

Existe grupo de risco em que o tumor é identificado mais cedo e que precisa iniciar o rastreio a partir dos 45 anos. Trata-se dos homens negros, dos parentes de primeiro grau que tiveram a doença e dos obesos. Estes, por este motivo, precisam manter a atenção constante, já que, com isto, poderão tomar conhecimento do surgimento da doença em tempo hábil de cura.

https://www:prosaudelojas.com.br/produtos-naturais-no-combate-a-depressao/

Exames de rotina

 

Os exames periódicos são essenciais para manter cronograma de prevenção de doenças.

Entre os cuidados básicos que todo o homem precisa ter com a saúde é preciso dar destaque aos seguintes testes e exames, que precisam ser realizados com frequência:

  • Verificação da pressão arterial.
  • Hemograma completo.
  • Testes de urina.
  • Teste de glicemia, para prevenção de diabetes.
  • Atualização da carteira vacinal.
  • Verificação do perímetro abdominal.
  • Teste de IMC (índice de massa corporal).

 

 https://www.clinicaceu.com.br/blog/novembro-azul-a-importancia-da-campanha/

 

 

 

“Herói da sua saúde”

 

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) realiza campanha sob o tema “seja herói da sua saúde”.

A campanha tem grande importância porque esclarece que o câncer de próstata é perfeitamente curável se for detectado precocemente. Por isto, alerta os homens sobre a necessidade do exame periódico.

 

https://istoe.com.br/novembro-azul-entenda-a-campanha-de-prevencao-do-cancer-de-prostata/

 

Alimentos que aumentam o risco de câncer da próstata

 

Estudos revelaram que homens que seguem dieta rica em gordura animal, ou, em carne, têm o risco aumentado de contraírem câncer da próstata. Evitar este tipo de gordura, portanto, é forma de garantir a boa saúde.

De acordo com os mesmos estudos, homens que adotam dieta rica em frutas e vegetais, apresentam risco mais baixo de terem câncer de próstata.

 

Não só a carne

 

A carne, todavia, não é o único fator alimentar a desencadear a doença, porque há outros alimentos, muitos deles comuns à alimentação diária, e que até agora foram vistos como inofensivos, mas que, igualmente, contribuem para gerar o câncer de próstata.

 

Impacto de outros fatores

 

Mesmo que o impacto dos alimentos varie de pessoa para pessoa e dependa de outros fatores (idade, por exemplo), alguns alimentos, entretanto, estão ligados diretamente ao aparecimento do câncer da próstata, a saber:

  • Carne vermelha: a que é preparada a altas temperaturas, que estimula a produção de compostos químicos nocivos.
  • Laticínios: interferem na forma ativa da vitamina D, que é fundamental para a boa saúde da próstata.
  • Bebidas alcoólicas: especialmente se o consumo for diário e exagerado.
  • Gorduras saturadas: presentes em alimentos processados (pães industriais, bolachas, refeições prontas, fast-food), na carne vermelha, na margarina e em outros produtos à base de alimentos de origem animal, são prejudiciais à saúde da próstata.
  • Suplementos de zinco: quando o consumo é superior a 100 miligramas por dia ajuda a desencadear o aparecimento da doença.

 

Alimentos que melhoram a saúde da próstata

 

Existem alimentos que dão saúde e que melhoram a qualidade da próstata, deixando-a, portanto, protegida e livre de possíveis cânceres.

Entre os alimentos que ajudam a prevenir o aparecimento de câncer da próstata, podem ser relacionados:

  • Tomate: por causa do elevado teor de licopeno, que combate os radicais livres.
  • Frutas: maçã, o alperce (damasco) e a ameixa, são ricos em fibra e pectina.
  • Vegetais de folha verde: quantos mais verdes, melhor.
  • Vegetais crucíferos: hortaliças que contêm isotiocianato, ingrediente ativo com propriedades anticancerígenas.
  • Chá verde: rico em antioxidantes que combatem os radicais livres.
  • Soja fermentada: contem fitoestrogêneos, que mudam a dinâmica dos genes associados ao carcinoma da próstata.

 

https://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/808848/estes-alimentos-aumentam-o-risco-de-cancro-da-prostata

 

Alimentos associados à prevenção do câncer prostático

 

  • Tomate, goiaba vermelha: além de outras fontes de licopeno, que possui carotenoide, antioxidante que tem demonstrado capacidade de reduzir o risco de diferentes tipos de câncer. O licopeno absorvido se acumula, preferencialmente, na próstata, impedindo a angiogênese (proliferação de vasos e capilares que nutrem as células doentes) e o crescimento de células tumorais na região. Trata-se de mecanismo para a prevenção do câncer.
  • Melancia, pimentão, mamão e beterraba são outras importantes fontes de licopeno. Se forem orgânicos, então, ainda é melhor.
  • Chá verde: terço do peso das folhas do chá verde é composto por classe de polifenóis chamada catequinas, moléculas responsáveis pelo potencial anticâncer do chá verde.

Além de inibir o crescimento de células cancerosas, este chá age, pois, contra os processos de angiogênese, reduzindo, deste modo, significativamente o desenvolvimento de tumores.

 

Outros alimentos úteis para a prevenção do câncer de próstata

 

  • Cúrcuma: (açafrão da terra) possui potente ação anti-inflamatória e antioxidante, que inibe o TNF-alfa (fator de necrose tumoral). Bloqueia o crescimento das células provenientes de tumores, impedindo a angiogênese.
  • Vegetais crucíferos: couve-manteiga, brócolis, couve-flor, repolho e couve-de-bruxelas estão entre os principais responsáveis pelas propriedades anticancerígenas associadas ao consumo de frutas e legumes. São alimentos ricos em indol-3-carbinol, substância formadora de glicosinolatos, compostos que formam os sulforanos, moléculas anticancerígenas liberadas através da mastigação. A substância é capaz de agir diretamente no nível de células cancerosas, promovendo a morte delas.
  • Romã: substâncias presentes no suco de romã inibem o movimento das células cancerosas e impedem que o câncer de próstata cause novos focos de tumor. Ajuda a diminuir os níveis de PSA, retardando o desenvolvimento do câncer.

https://prosaudelojas.com.br/alimentos-nocivos-a-imunidade/

Mais alimentos usados para prevenir o câncer prostático

 

  • Alho e cebola: pesquisa mostra que o risco de desenvolver câncer de próstata é 50% menor em homens que comem mais alho e cebola do que aqueles que quase não os consomem. O responsável pelos benefícios é composto sulfuroso, o Allium, responsável pelo cheiro característico do alho e da cebola.
  • Suco de uva: O antioxidante resveratrol, (também encontrado em framboesas e amoras) ajuda a matar células cancerígenas por inanição, inibindo a ação que as nutre, reduzindo, em consequência, a progressão da doença.
  • Própolis: contém flavonoides, classe de antioxidantes que possuem propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, antivirais e antitumorais. Têm capacidade de reduzir a inflamação crônica associada à hiperplasia benigna da próstata (HPB), beneficiando a prevenção e o tratamento da doença.
  • Pimenta: contém capsaicina, substância responsável pelo sabor ardido e que tem a capacidade de inibir a proliferação celular descontrolada, além de induzir a apoptose (morte celular programada) de células malignas do câncer de próstata.

A capsaicina, todavia, também tem efeitos na redução da quantidade do PSA.

 

 

 

Alimentos que aumentam os riscos do câncer de próstata

 

De acordo com pesquisas, vários tipos de alimentos consumidos frequentemente por homens têm contribuído, portanto, para o surgimento ou o avanço do câncer de próstata.

Conheça, na sequência, alguns destes alimentos prejudiciais:

  • Carne vermelha: o consumo aumenta o risco das formas agressivas de câncer de próstata. Alimentos defumados, carnes bem passadas e submetidas a altas temperaturas, como as usadas em churrascos, representam maiores riscos.
  • Leite de vaca: segundo pesquisas, homens que ingerem grandes quantidades de leite de vaca na adolescência têm risco três vezes maior de desenvolver câncer de próstata avançado quando adultos.
  • Embutidos: presunto, salame, linguiças, enlatados e defumados são ricos em nitritos e nitratos, substâncias químicas que asseguram a conservação e a aparência, mas que, no estômago, transformam-se em nitrosamina, potente agente cancerígeno.
  • Frituras: quando fritos, os alimentos produzem acroleína, substância potencialmente carcinogênica e diretamente relacionada à incidência de câncer de próstata.
  • Alimentos industrializados: o consumo frequente e excessivo de corantes, conservantes, acidulantes e adoçantes estimulam a formação e o desenvolvimento de diferentes tipos de câncer, além de acidificar o organismo, meio propício para o aparecimento e o desenvolvimento de neoplasias.

Carboidratos: se consumidos em excesso, geram hiperinsulinismo e inflamação crônica, situações capazes de ampliar a incidência de neoplasias Atenção, pois, com eles.

Carboidratos de baixo índice glicêmico, como aveia, batata-doce, arroz integral, quinoa em grãos e leguminosas não promovem aumento rápido de glicemia, controlando a liberação da insulina. A preferência, por isto, tem que ser dada a eles.

Alimentos alcalinizadores

 

  • Limão: apesar do sabor ácido, tem efeito extremamente alcalino no organismo.
  • Frutas, legumes e verduras e sementes: contêm alcalino, substância que favorece o desenvolvimento e a oxigenação de células sadias.

Orientações para evitar riscos da doença

 

<Incluir no cardápio, quatro a cinco vezes por semana, brócolis, couve-flor, couve-manteiga, repolho, molho de tomate, goiaba vermelha, melancia, linhaça dourada, semente de chia, chá verde, cebola, alho, suco de romã, castanha-do-pará, nozes, amêndoas, suco de uva, própolis e temperos como pimenta e cúrcuma.

< Evitar o consumo de carne vermelha, substituindo-a pelas carnes brancas, caso de peixes de escamas e de frango.

<Evitar o consumo de leite de vaca e seus derivados, substituindo-os por leites vegetais, como os de amêndoas e de coco.

<Aumentar os níveis de cálcio no organismo com o consumo de alimentos como feijões, gergelim, vegetais verde-escuros, sardinha, atum e iogurte fresco.

< Não consumir alimentos refinados, substituindo-os pelas versões integrais ou sem glúten.

< Fugir do consumo de alimentos ricos em açúcar, sal, gordura trans e industrializados em geral.

<Consumir com frequência alimentos ricos em fibras, caso de frutas com casca e bagaço.

< Comer legumes com os talos.

< Consumir cereais integrais.

< Preferir leguminosas.

<Evitar o consumo de churrasco.

<Cortar o consumo de embutidos, enlatados, defumados, optando por proteínas mais nutritivas.

< Controlar o consumo de carboidratos refinados e de alto índice glicêmico.

<Incluir alimentos alcalinos no cardápio diário, caso de frutas e verduras, sumo de limão, sementes e águas alcalinas.

< Controlar o peso.

<Evitar o consumo de alimentos e bebidas em embalagem plásticas.

<Praticar atividades físicas regulares no mínimo três vezes por semana.

<Não fumar.

<Não comer em excesso.

<Expor-se ao Sol por 15 minutos ao dia, sem protetor solar, antes das 10h e depois das 16h.

<Controlar o estresse.

Alimentos naturais + estilo de vida ativo

 

Pesquisas demonstram, desta maneira, a importância da ingestão de alimentos naturais e integrais.

Além da boa nutrição, estilo de vida ativo é componente importante para a pessoa , já que a ajudam a desfrutar de boa saúde.

Por isto, torna-se importante mudar eventuais hábitos alimentares e aderir a práticas regulares de atividade física.

https://prosaudelojas.com.br/a-saude-emocional-e-os-problemas-cardiacos/

Alimentos úteis à prevenção

 

Da mesma forma como existem alimentos cujo consumo não é recomendado para evitar correr o risco de contrair câncer prostático, há outros, contudo, que são recomendados como forma preventiva à doença. Leia!

  • Peixes de escamas: de água fria, como salmão, sardinha, atum e truta são ricos em ômega-3, gordura saudável que previne inflamações e auxilia a redução do risco de câncer.

Suplementos de óleo de peixe e dieta com pouca gordura diminuem o crescimento das células cancerosas da próstata.

O ômega-3, de outra forma, também aumenta o nível de HDL, colesterol bom.

  • Tomates e frutos vermelhos: ajudam a prevenir o câncer de próstata. Quanto mais vermelhos, melhor. Eles contêm licopeno, antioxidante bastante eficaz.
  • Frutas e legumes: os compostos dos vegetais verdes auxiliam o corpo a destruir substâncias carcinogênicas. Nutrientes e vitaminas que frutas contêm, (abacate, por exemplo), diminuem o risco de se contrair câncer de próstata.
  • Brócolis: contém fitoquímicos que auxiliam a diminuição do risco de câncer de próstata.

Outros vegetais crucíferos  também previnem este tipo câncer, pois têm efeitos semelhantes, são os casos do repolho, a couve, a couve-flor e a couve-de-bruxelas.

  • Soja: possui isoflavona, nutriente que diminui o risco do câncer de próstata. A substância também é encontrada no queijo de soja ou tofu, ervilhas, lentilhas, brotos de alfafa e amendoim.
  • Gordura vegetal: azeite de oliva, frutas, vegetais frescos, nozes e sementes.

Evitar, portanto, a gordura animal encontrada em carnes, manteiga e queijo.

Abandonar o consumo de doces e de alimentos industrializados.

Sucos para prevenir câncer

 

Sucos de frutas, de vegetais e cereais integrais são excelente forma de reduzir o risco de desenvolver câncer, principalmente quando se tem casos na família. Precisam, por esta razão, ser incluídos na alimentação..

Estes sucos também fortalecem o organismo porque são ricos antioxidantes e anti-inflamatórios que protegem as células saudáveis dos danos provocados pelos radicais livres. Aumentam, portanto, a resistência ao estresse oxidativo e fortalecem o organismo para melhor reagir aos tratamentos. São úteis, ainda, para a redução de efeitos colaterais dos medicamentos usados no combate ao câncer, sobretudo, na quimioterapia.

Consumo diário

 

Sucos de laranja, tomate, limão ou semente de linhaça devem, pois, ser tomados diariamente.

Conheça sucos indicados para prevenirem câncer:

  • Tomate, beterraba e laranja: suco rico em licopeno do tomate, em vitamina C da laranja e em betalaína da beterraba, poderosos antioxidantes ajudam a prevenir o câncer e a fortalecer o sistema imunológico.
  • Gengibre, abacaxi e limão: abacaxi e limão são frutas cítricas ricas em vitamina C. Auxiliam o fortalecimento do sistema imunológico e previnem doenças como câncer e problemas cardíacos.

O gengibre ajuda a melhorar a circulação e diminuir as náuseas e os enjoos causados pelo tratamento de quimioterapia.

  • Couve, limão e maracujá: suco rico em vitaminas C e A, antioxidantes, e em ácido fólico, presente na couve, e que estimula a produção de sangue, prevenindo anemia e fortalecendo o metabolismo.
  • Suco de linhaça, berinjela e maçã: a berinjela é rica em antioxidantes antocianinas e em ácido fólico, que previnem anemia e fortalecem o organismo. A maçã contém fibras solúveis, que ajudam a prevenir diarreias e, a semente de linhaça contém ômega-3, que ajuda a diminuir a inflamação.

 

https://prosaudelojas.com.br/o-que-e-preciso-saber-sobre-o-colesterol/

 

Chás contribuem na prevenção ao câncer

 

Tomar dois chás por dia ajuda, portanto, bastante para a redução do risco de câncer de próstata, segundo constatou estudo realizado por cientistas da Universidade de Maastricht, na Holanda.

O uso regular de chás diminui em 37% a probabilidade de desenvolver tumores.

Investigações demonstraram que o chá contém substâncias chamadas polifenóis, que protegem os tecidos e órgãos vitais contra a invasão de células cancerosas. Deve, portanto, fazer parte da dieta.

 

Benefícios terapêuticos de chás

 

Várias são as vantagens terapêuticas fornecidas por chás, porque eles auxiliam o sistema digestivo, aliviam gases, atuam como calmante, (sedativo natural), combatem ansiedade e insônia.

Têm ação antiparasita e antifúngica (matam bactérias ruins), combatem azias, controlam peso.

Também têm, além disto, ações antipasmódicas e anti-inflamatórias, relaxantes, termogênicas e antioxidantes.

Auxiliam. igualmente, o controle de diabetes.

São desintoxicantes, portanto, fortalecem o sistema imunológico e previnem problemas cardiovasculares porque têm princípios ativos que ajudam a prevenção do câncer.

Há espécies de chás que são diuréticos capazes de fazerem a varredura de toxinas do organismo. São importantes por esta razão.

Combatem o excesso de peso.

São, também, anti-inflamatórios naturais. Combatem, também, ansiedade, estresse, insônia, irritação e agitação.

Alguns têm efeito laxante.

 

Protagonista da própria saúde

 

Novembro (como todos os demais meses) é tempo, portanto, para o homem se lembrar que precisa ter atitude e ser o protagonista da sua saúde.

Não pode esquecer que hábitos saudáveis e acompanhamento médico são fundamentais porque salvam vidas.

Se o câncer de próstata, por exemplo, for descoberto precocemente, há 90% de chances de cura.

Por isto, a recomendação a todo o homem é uma só: cuide da saúde de forma integral!

Ajuda médica

 

Em caso de mínima suspeita, portanto, a orientação é buscar a ajuda de médico especialista para fazer a avaliação de forma precoce, fator crucial para a eventual cura do câncer prostático.

 

Lembre-se, homem!

NÃO DEIXE NOVEMBRO AZUL PASSAR EM BRANCO!